Mulher-Maravilha 1984: entenda o significado da cena pós-créditos

2 min de leitura
Imagem de: Mulher-Maravilha 1984: entenda o significado da cena pós-créditos
Imagem: IMDb/Reprodução
Avatar do autor

Atenção! Este texto contém spoilers de Mulher-Maravilha 1984.

Depois de muita espera, Mulher-Maravilha 1984 enfim chegou a algumas salas de cinemas ao redor do mundo e também no HBO Max, no último dia 25. O segundo filme solo da amazona da DC é também o meio de uma trilogia, já confirmada pela Warner, que irá trazer Patty Jenkins e Gal Gadot para uma última aventura — ao menos por enquanto — da Princesa Diana no mundo dos homens.

Porém, existe a possibilidade de mais uma personagem retornar. Na cena pós-créditos do filme, uma mulher caminha por uma feira de rua, quando um poste de madeira cai sobre um carrinho de bebê. A mulher acaba salvando o dia, segurando o poste e impedindo uma tragédia. Após isso acontecer, a mãe da criança aparece e pergunta o nome da misteriosa heroína. Ela, então, se vira para a câmera e é possível ver que a atriz é ninguém menos que Lynda Carter e revela que seu nome é Asteria.

Lynda Carter viveu a Mulher-Maravilha na série de TV dos anos 1970.Lynda Carter viveu a Mulher-Maravilha na série de TV dos anos 1970.Fonte:  IMDb/Reprodução 

E quem é essa misteriosa mulher? Nos quadrinhos, Asteria foi uma personagem que teve poucas falas em uma história da Sociedade da Justiça. Porém, em Mulher-Maravilha 1984, Jenkins ofereceu um histórico mais detalhado. Durante o filme, Diana fala que Asteria foi a guerreira que libertou as amazonas da escravidão no mundo dos homens. A heroína chega a revelar que procurou por Asteria, mas tudo o que encontrou foi a sua armadura, a mesma que Diana utilizou na sequência final, durante a luta contra a Mulher-Leopardo.

A cena pós-crédito indica que Asteria não apenas está viva, como tem atuado para defender a humanidade, assim como Diana faz também. Naturalmente, pode ser que tudo não passe de um easter egg para os fãs. Vale lembrar que Lynda Carter viveu a heroína na série de televisão exibida entre 1975 e 1979.

Porém, é possível que Jenkins utilize a personagem para o capítulo final da saga da Mulher-Maravilha nos cinemas. Isso não significa que o próximo filme vá ter alguma ligação direta com a série, mas pode indicar que Asteria poderá ter um papel importante, talvez como uma mentora de Diana. Afinal, foi ela quem libertou as amazonas, e ela também está no mundo dos homens há muito mais tempo.

Outra possibilidade é que a Warner invista em um spin-off derivado de Mulher-Maravilha, contando as aventuras de Asteria em diferentes momentos da humanidade. Isso dependeria também da personagem aparecer no próximo filme, porque não há material suficiente sobre ela nas HQs, para sustentar uma história completa. Caso a Warner decida seguir por esse caminho — o que faria sentido, pois ela precisa de conteúdo para o HBO Max —, teria a vantagem de poder trabalhar com a personagem do jeito que quisesse, a partir do que o filme apresentar.

Independente de como será usado (caso isso realmente aconteça), a participação especial de Lynda Carter é um presente especial para os fãs da personagem. Sua série não foi muito popular durante o período que foi ao ar, porém, com o tempo, Carter se tornou um símbolo importante para o legado da Mulher-Maravilha e influenciou a Patty Jenkins em seus dois filmes da Princesa Diana. Seria uma homenagem especial ter ela no próximo longa, além de poder abrir portas importantes para a personagem no HBO Max.

Fontes

Mulher-Maravilha 1984: entenda o significado da cena pós-créditos