Liga da Justiça: Snyder Cut pode ser a despedida do diretor do DCEU

1 min de leitura
Imagem de: Liga da Justiça: Snyder Cut pode ser a despedida do diretor do DCEU
Imagem: IMDb/Reprodução
Avatar do autor

A versão de Zack Snyder para a Liga da Justiça foi anunciada em maio de 2020, após meses de especulações, indiretas do próprio cineasta e muitos pedidos dos fãs. Agora, depois de confirmada oficialmente, o Snyder Cut do filme poderá ser também a despedida do diretor do Universo Cinematográfico da DC (DCEU).

De acordo com uma reportagem do New York Times, os executivos da Warner encaram o Snyder Cut de Liga da Justiça como um "beco sem saída" para os filmes de heróis da DC. O filme não deverá servir de base para os projetos futuros, principalmente depois da saída de Ben Affleck como Batman — Henry  Cavill também pode não reprisar seu papel como Super-Homem.

Zack Snyder e Gal Gadot nos bastidores de 'Batman vs Superman: A Origem da Justiça'Zack Snyder e Gal Gadot nos bastidores de 'Batman vs Superman: A Origem da Justiça'Fonte:  IMDb/Reprodução 

Snyder seria o responsável por comandar o DCEU, porém, executivos da Warner relatam que os planos originais do cineasta não devem ser seguidos. Um sinal disso é o próximo longa do Batman, encabeçado por Matt Reeves e protagonizado por Robert Pattinson. O filme não trará nenhuma conexão com o que foi visto no DCEU e pode seguir por um caminho isolado, sem conexões com os filmes de outros heróis.

Além disso, a Warner gastou pelo menos US$ 70 milhões com refilmagens e com a pós-produção do Snyder Cut. Esse dinheiro se soma com os US$ 300 milhões gastos com a versão que chegou aos cinemas em 2017, o que representa um valor muito elevado para o retorno que ambas as versões poderiam trazer para o estúdio.

Dessa maneira, a versão de Zack Snyder para a Liga da Justiça deve ser a despedida final do diretor. A produção será lançada no HBO Max, como uma minissérie em quatro episódios. Há também a expectativa para que o Snyder Cut chegue aos cinemas, porém, até o momento a Warner não confirmou a informação.