John le Carré, autor de livros de espionagem, morre aos 89 anos

1 min de leitura
Imagem de: John le Carré, autor de livros de espionagem, morre aos 89 anos
Imagem: The New York Times
Avatar do autor

Grande nome da literatura de espionagem, o escritor britânico John le Carré morreu de pneumonia, aos 89 anos. A sua morte foi anunciada no domingo (13) por sua agência literária, Curtis Brown, no Twitter.

Com uma carreira de quase 60 anos e 25 livros publicados, Le Carré — cujo verdadeiro nome era David Cornwell — fez uma enorme contribuição às histórias de espiões tanto na literatura quanto no cinema e na televisão.

Fonte: Press Association
Fonte: Press Association

Dentre seus romances adaptados, estão O Espião que Sabia Demais (que se tornou um filme com Gary Oldman), O Gerente da Noite (adaptado para a série Night Manager, com Tom Hiddleston) e O Jardineiro Fiel (adaptado para os cinemas pelo brasileiro Fernando Meirelles, com Rachel Weisz e Ralph Fiennes no elenco).

Um fato curioso é que o autor tinha uma experiência de primeira mão com a espionagem. Entre 1950 e 1960, Le Carré trabalhou nas Agências de Inteligência britânicas MI5 e MI6, o que serviu de inspiração para a sua escrita.

Seu último trabalho foi Agent Running in the Field, lançado em 2019. De acordo com a sua agência literária, sua morte não foi relacionada à covid-19.

John le Carré, autor de livros de espionagem, morre aos 89 anos