Daniel Radcliffe responde aos tweets transfóbicos de J.K. Rowling

1 min de leitura
Imagem de: Daniel Radcliffe responde aos tweets transfóbicos de J.K. Rowling
Imagem: IMDb
Avatar do autor

Daniel Radcliffe publicou uma carta em defesa da comunidade trans, após J.K. Rowling se manifestar em seu perfil no Twitter de maneira transfóbica. O ator se manifestou pelo site Trevor Project, que se dedicada à intervenção de crise e à prevenção de suicídios para pessoas da comunidade LGBTQ+.

“Mulheres trans são mulheres”, escreveu Radcliffe. “Qualquer declaração ao contrário apaga a identidade e a dignidade de pessoas transgênero e vai contra todos os conselhos dados por associações profissionais de saúde que têm muito mais experiência no assunto que Jo ou eu”.

O ator de Harry Potter também destacou que não se trata de uma briga entre ele e J. K. Rowling, mas apenas de um posicionamento que ele considera importante.

“Sei que alguns veículos de imprensa vão provavelmente retratar isso como uma briga entre J. K. Rowling e eu, mas não é isso”, afirmou Radcliffe. “Enquanto Jo é inquestionavelmente responsável pelo curso que minha vida tomou, como alguém que foi honrado em trabalhar com e continua a contribuir com o Trevor Project pela última década, e até como ser humano, me sinto compelido a dizer algo neste momento”.

Daniel Radcliffe e J.K. RowlingDaniel Radcliffe e J.K. RowlingFonte:  IMDb/Reprodução 

Ele também lembrou que a maior parte da comunidade trans já foi vítima de discriminação, por isso é importante estar ao lado destas pessoas.

“De acordo com o Trevor Project, 78% dos jovens transgênero e não-binários relatam que foram alvo de discriminação por causa de sua identidade de gênero”, destacou o ator. “Está claro que precisamos fazer mais para apoiar as pessoas transgênero e não-binárias, não invalidar suas identidades, e não causar maior dano”.

Por fim, Radcliffe lembrou que ainda há muito o que aprender, e terminou lamentando por todos aqueles que são fãs dos livros e se sentiram atacados pelos tweets da autora.

“Ainda estou aprendendo a ser um aliado melhor, portanto, se você quiser se juntar a mim para aprender mais sobre identidades trans e não-binárias, consulte o Guia do Trevor Project. A todos aqueles que agora sentem que sua experiência com os livros foi manchada ou diminuída, sinto profundamente pela dor que esses comentários causaram”.

Fontes