Diretor acusa Amazon Prime de censurar cenas de sexo gay em filme

1 min de leitura
Imagem de: Diretor acusa Amazon Prime de censurar cenas de sexo gay em filme
Imagem: IMDb
Avatar do autor

O diretor de O Reino de Deus, Francis Lee solicitou para que as pessoas não assistissem ou alugassem seu filme no Amazon Prime Video, nos Estados Unidos. O motivo foi que cenas de sexo gay foram cortadas, sem que Lee estivesse ciente. O diretor foi informado por alguns seguidores, que estranharam os cortes feitos.

Lee, então, foi ao Twitter informar do problema e disse que esta não é a sua versão do filme. Após o problema ter sido relatado, o longa foi removido do catálogo da plataforma de streaming.

“Queridos amigos dos EUA, parece que O Reino de Deus foi censurado no Amazon Prime Video. Até isto ser investigado, por favor não comprem nem aluguem [o filme] no Amazon Prime. Este não é o filme que pretendia, nem que o queria fazer”.

O Reino de Deus é o primeiro longa-metragem de Lee, e acompanha dois jovens que, após se conhecerem em uma região rural da Inglaterra, começam um relacionamento. O filme, que possui elementos autobiográficos, foi nomeado ao BAFTA em 2018 e venceu o prêmio do júri no Festival Internacional de Cinema de Berlim.

Atualmente Lee está trabalhando na pós-produção do seu próximo longa, Amonite. O drama, protagonizado por Kate Winslet e Saoirse Ronan, conta a história real do relacionamento entre a paleontóloga Mary Anning e a geóloga Charlotte Murchison.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Diretor acusa Amazon Prime de censurar cenas de sexo gay em filme