Frozen 2: Disney desenvolveu uma ferramenta para animar o filme

1 min de leitura
Imagem de: Frozen 2: Disney desenvolveu uma ferramenta para animar o filme
Avatar do autor

Frozen 2 estreou neste final de semana nos Estados Unidos e a expectativa da Disney é que o filme consiga superar a bilheteria do primeiro longa. Para isso, a equipe de animação do estúdio trabalhou pesado para aprimorar ainda mais a produção e deixar o filme com uma qualidade impressionante.

Foram necessárias diversas equipes trabalhando simultaneamente para que o longa pudesse ser realizado. Steve Goldberg, supervisor de efeitos visuais, disse que foi um dos principais desafios foi conduzir para que o trabalho de todas as equipes seguisse para um mesmo caminho.

“Tínhamos que ter quatro e, às vezes, cinco departamentos trabalhando em estreita colaboração", disse Goldberg. "É o que chamo de engenharia social. Então, eu estaria orquestrando em termos de garantir que [o trabalho dos] departamentos certos chegassem nos momentos certos. E realmente tinha a ver com descobrir quem estava comandando cada sequência e [fazendo] a mágica na tela”.

Frozen 2 (Fonte: IMDb/Reprodução)
Frozen 2 (Fonte: IMDb/Reprodução)

Mas a principal dificuldade durante a produção foi desenvolver alguns personagens como Gale. O espírito do vento é uma mistura de animação com efeitos especiais, o que fez com que o estúdio desenvolvesse uma nova ferramenta chamada Swoop. Com ela, foi possível fazer toda a animação do personagem, ao mesmo tempo que os efeitos eram aplicados sobre ele, e tudo com um feedback em tempo real.

“Não só pudemos ajustar o caminho tridimensional, mas também o tempo que um objeto [ou personagem] seguiria ao longo desse caminho" explicou o animador. Tinha que ser um personagem, às vezes perigoso, às vezes brincalhão, e tinha que permitir que o animador fosse o mais expressivo possível”.

Frozen 2 (Fonte: IMDb/Reprodução)
Frozen 2 (Fonte: IMDb/Reprodução)

A mesma situação aconteceu com Nokk, um espírito da água que assume a forma de um cavalo. No filme, Elsa precisa lutar com ele no Mar Negro para domá-lo. Mas os movimentos de Nokk precisavam estar sincronizados com os efeitos na crina e na cauda.

"Era simples no layout e na animação, usando o modelo de um cavalo", afirmou Goldberg. “Onde ficou complicado e fascinante foi entrar na crina e na cauda e ser capaz de controlá-las. Houve testes iniciais em que havia muita água saindo da crina e da cauda como um hidrante. Então, descemos lentamente disso, com o departamento de arte e a animação tecnológica apresentando diferentes maneiras de controlar a crina e a cauda como uma cascata suave.”

No Brasil, Frozen 2 estreia no dia 2 de janeiro.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Frozen 2: Disney desenvolveu uma ferramenta para animar o filme