Martin Scorsese explica por que não participou do filme Coringa

1 min de leitura
Imagem de: Martin Scorsese explica por que não participou do filme Coringa
Avatar do autor

O diretor Martin Scorsese disse que "não tinha tempo" para participar do filme Coringa. Quando o filme estava sendo escrito ainda, Scorsese estava listado como produtor do filme, juntamente com Todd Phillips (que acabou dirigindo o filme), Bradley Cooper e Emma Tillinger Koskoff — colaboradora de Scorsese há bastante tempo.

Quando perguntado se o filme também poderia ser considerado um "parque de diversões", ele brincou "Eu não sei. Conheço bem o filme, conheço bem o Todd. Minha produtora Emma Koskoff produziu. Então, é uma pergunta interessante". Recentemente, Scorsese fez uma declaração dizendo que a Marvel não faz 'cinema de verdade'.

Mas afinal, Coringa é cinema de verdade?

"Eu pensei muito sobre isso [o filme Coringa] nos últimos quatro anos, e decidi que não tinha tempo para isso. O filme é influenciado pelas minhas obras também. O Todd me disse 'Marty, esse é o seu estilo'. Mas de qualquer forma, razões pessoais fizeram eu não me envolver na produção".

O diretor também afirmou que Joaquin Phoenix é "incrível" e que o filme Coringa é "um trabalho excepcional".

Ele voltou a explicar sobre a indústria de filmes precisar da sua própria Disney World, como ele já afirmava em 1970. "A Universal foi a primeira a fazer isso com os tours dos Universal Studios. Então, eles sempre miraram naquela direção. E faz sentido! Você faz o tour, é como um parque de diversões, por que não colocar um filme ali? Por que não fazer o filme parte desta experiência?".

O Irlandês, dirigido por Martin Scorsese chega às telonas em 27 de novembro, trazendo de volta a parceria do diretor com Robert De Niro, Al Pacino e também marcando a volta de Joe Pesci ao cinema.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Martin Scorsese explica por que não participou do filme Coringa