HBO Max: tudo o que sabemos sobre o serviço de streaming

2 min de leitura
Imagem de: HBO Max: tudo o que sabemos sobre o serviço de streaming
Avatar do autor

O HBO Max tem tudo para ser um dos maiores serviços de streaming quando for lançado. Somando um conteúdo gigantesco de filmes e séries que vão dos clássicos aos mais recentes, além de uma ampla variedade de material original, a operadora americana AT&T — proprietária do grupo WarnerMedia — espera conseguir se destacar, mesmo diante de fortes concorrentes como Disney+ e Netflix.

Na última terça-feira (29), durante um evento de mídia em Los Angeles, foram apresentadas diversas novidades. Confira agora tudo o que já se sabe sobre o HBO Max.

Lançamento e preço

(Fonte:WarnerMedia/Divulgação)
(Fonte: WarnerMedia/Divulgação)

Uma das informações mais esperadas era a data de lançamento do HBO Max. Embora o dia exato não tenha sido revelado, já se sabe que o serviço estará disponível nos Estados Unidos em maio de 2020. A mensalidade será de US$ 14,99 — mais do que o dobro do Disney+ (US$ 6,99) —, mas a WarnerMedia está confiante do sucesso. Segundo algumas estimativas, até 2025 o serviço de streaming deve ter entre 75 milhões e 90 milhões de assinantes.

Ao Brasil, ainda não há previsão de quando o HBO Max chegará, nem se será lançado. Embora se saiba que outros países da América Latina terão acesso ao serviço de streaming a partir de 2021, Gerhard Zeiler, presidente da WarnerMedia International Networks, anunciou recentemente que o Brasil pode ficar de fora devido "à incerteza regulatória existente no País".

Sistema de recomendação, aplicativo e covisualização

(Fonte:WarnerMedia/Divulgação)
(Fonte: WarnerMedia/Divulgação)

Outra novidade interessante está no sistema de recomendações, que segundo a WarnerMedia será essencialmente humanizado e não dependerá muito de algoritmos. O objetivo é que as indicações sejam mais orgânicas, através de listas de curadoria feita por outros usuários.

Será lançado, ainda, um aplicativo do HBO Max com alguns recursos diferenciados, como podcasts exclusivos, stories semelhantes aos do Instagram, com dicas de filmes e séries, além do próprio sistema de recomendações. Além disso, será possível seguir atrizes e atores para ficar por dentro das novidades sobre eles.

O app também facilitará a covisualização de conteúdos. Será possível selecionar vários perfis para que os usuários assistam ao mesmo conteúdo simultaneamente. Porém, esse recurso só estará disponível no fim de 2020.

Por fim, também será possível navegar por catálogos específicos de conteúdo. O objetivo é facilitar quem busca um filme ou uma série de determinado grupo, como Cartoon Network, TNT ou Studio Ghibli.

Conteúdo

(Fonte:WarnerMedia/Divulgação)
(Fonte: WarnerMedia/Divulgação)

Dez mil horas de conteúdo disponíveis no dia do lançamento. Isso é o que está sendo prometido para o HBO Max. A biblioteca terá material de diversos canais e produtoras pertencentes à WarnerMedia, como Warner Bros., New Line, DC, CNN, TNT, Cartoon Network, Adult Swim e Crunchyroll. Outros estúdios também deverão ter suas produções liberadas na plataforma, como a produtora japonesa Studio Ghibli.

Com isso, diversos filmes da DC Comics estarão disponíveis logo no primeiro dia, incluindo o recém-lançado Coringa e a trilogia do Batman feita por Christopher Nolan. Outras franquias, como Matrix e O Senhor dos Anéis, também farão parte do catálogo assim que o HBO Max estrear.

Séries famosas, como The Big Bang Theory, Doctor Who, Friends, Um Maluco no Pedaço e a versão original de The Office, já foram confirmadas. Junto delas, Ricky and Morty e South Park terão todos os episódios disponíveis na plataforma de streaming, garantindo uma variedade considerável de séries que já têm grande popularidade.

Por fim, a WarnerMedia já antecipou que pretende lançar 31 séries originais no primeiro ano e chegar a 51 até o fim de 2021. Entre elas está uma produção do Lanterna Verde, que deve ser a maior da DC já feita para a TV.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
HBO Max: tudo o que sabemos sobre o serviço de streaming