Diretor de Bacurau critica panelaço que acompanhou discurso de Bolsonaro

1 min de leitura
Imagem de: Diretor de Bacurau critica panelaço que acompanhou discurso de Bolsonaro
Avatar do autor

O cineasta Kleber Mendonça Filho, diretor do filme Bacurau, premiado no Festival de Cannes, fez comentários a respeito da manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL), durante seu pronunciamento em rede nacional. Bolsonaro foi à TV, na última sexta-feira (23), para falar sobre as queimadas na Amazônia, que gerou uma crise de grande repercussão internacional. O diretor se manifestou via Twitter, ironizando os relatos de panelaço que surgiram nas mídias sociais e afirmando que este tipo de movimento não cabe à esquerda.

O pronunciamento do atual presidente foi acompanhado do registro de panelaços em várias regiões do Brasil, com vídeos revelando protestos em cidades como Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Goiânia, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. Segundo o cineasta, “não é possível ter panelada de esquerda”, uma vez que, para ele, a manifestação constitui um “símbolo forte demais do Golpe”, como se refere ao impeachment sofrido pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2016.

Para Mendonça Filho, “panelada agora contra Bolsonaro só para quem caiu no trote 17”, fazendo uma referência aos eleitores de Bolsonaro insatisfeitos com o governo. O diretor ainda completou “Panelada na área da Madalena no Recife. Isso é contra Bolsonaro? Não entendi. Outro dia estavam panelando mulher honesta e eleita sem falcatrua”, relembrando as manifestações que ocorriam frequentemente durante o segundo governo de Dilma.

Kleber Mendonça FilhoKleber Mendonça Filho (Fonte: Veja/Reprodução)

A recepção dos comentários

Alguns seguidores da conta do diretor no Twitter responderam ao tweet concordando com a opinião do cineasta, questionando o estilo de protesto adotado, afirmando que existem outras formas de manifestação e considerando problemática a forma utilizada. Outros usuários defenderam o panelaço e o consideraram um protesto irônico, além de argumentar que, independentemente do formato, o importante é “ter resultado”. Uma conta afirmou, ainda, que o tipo de protesto nunca foi “de direita”, clamando por união e pelo fim da dicotomia esquerda versus direita.

Mendonça Filho já esteve envolvido em outros movimentos políticos. O diretor e o elenco de seu filme Aquarius protestaram contra o impeachment de Dilma no tapete vermelho do festival de Cannes de 2016.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Diretor de Bacurau critica panelaço que acompanhou discurso de Bolsonaro