Disney+: tudo o que já se sabe sobre a plataforma de streaming da Disney

3 min de leitura
Imagem de: Disney+: tudo o que já se sabe sobre a plataforma de streaming da Disney
Avatar do autor

A Disney promete oferecer qualidade e quantidade de sobre na sua plataforma de streaming. Isso é fundamental para que a empresa consiga conquistar um público em um mercado tão competitivo e com tantas opções. Veja o que já se sabe sobre a Disney+:

Data, preço e onde será lançado

Até o momento, a Disney divulgou uma pequena lista de países que terão acesso a plataforma com data definida. Estados Unidos, Canadá e Países Baixos poderão começar a aproveitar o conteúdo a partir do dia 12 de novembro, enquanto que a Austrália e a Nova Zelândia recebem o serviço no dia 19 de novembro. Na América Latina a previsão da Disney é de lançar a plataforma em 2020, porém, sem uma data confirmada. Nos Estados Unidos o plano mensal sairá por US$ 6,99 (cerca de R$ 28,5) e o anual por US$ 69,99 (cerca de R$ 285).

O compartilhamento de contas será restrito

(Fonte: Slahsfilm/Reprodução)
(Fonte: Slahsfilm/Reprodução)

Quem espera dividir uma conta com vários amigos, pode se decepcionar, mas a Disney já sinalizou que não pretende permitir esta prática. A empresa ainda não informou como funcionará o compartilhamento em uma conta familiar, mas a ideia é não permitir que o acesso seja estendido para pessoas externas (o que pode ser considerado pirataria).

Por onde acessar a plataforma?

Recentemente a Disney divulgou uma lista de plataformas que irão ter acesso ao serviço de streaming. Pensando em atingir um público expressivo, a Disney+ terá suporte para dispositivos da Apple, (iPhone, iPad, iPod touch e Apple TV), dispositivos da Google (smartphones Android, Android TV e Google Chromecast), PlayStation 4, Xbox One, além de diversos modelos de Smart TV e navegadores para desktop. Em um primeiro momento, o Amazon Fire TV ficará de fora.

Material exclusivo

Aqui a Disney pretende se garantir para cativar o público. Já foram confirmados diversos programas, desde séries, até filmes que devem chegar exclusivamente à Disney+. Serão horas de conteúdo original, que pretende ampliar o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU), assim como a franquia Star Wars. Além disso, serão produzidas séries e documentários. Veja o que já foi anunciado até o momento:

Séries live-action

(Fonte: IMDb/Reprodução)

A disney já confirmou que nos próximos meses irá lançar as seguintes séries da Marvel: Loki, O Falcão E O Soldado Invernal, WandaVision, She-Hulk, Ms. Marvel e do Cavaleiro da Lua. Todas elas terão impacto nos acontecimentos dos filmes da Marvel Studios. Também já foram confirmadas três séries live-action do universo Star Wars. A primeira é The Mandalorian, que estará disponível no catálogo no dia do lançamento da plataforma. Também foram confirmadas uma série sobre Cassian Andor (personagem de Rogue One: Uma História de Star Wars) e outra sobre Obi-Wan Kenobi.

Séries animadas

Também foram confirmadas as animações Marvel's What If…?, que irá apresentar universos alternativos das histórias dos heróis da Marvel, assim como o retorno de Star Wars: The Clone Wars, após um hiato de cinco anos.  Por fim, Monsters at Work será um spin-off de Monstros S.A., com previsão de lançamento para 2020.

Outros conteúdos originais

Jeff Goldblum irá apresentar uma série sobre objetos comuns, como tênis e sorvete. Kristen Bell irá produzir uma série documental sobre musicais da Broadway. Angela Kinsey, do The Office irá apresentar um programa de desafios culinários. E estas são apenas alguns dos conteúdos já confirmados pela Disney até o momento.

E para fortalecer a plataforma

(Fonte: IMDb/Reprodução)

E, por fim, o que deve servir de base para a Disney+ são todos os filmes já produzidos pelos estúdios pertencentes à empresa. Além das produções da Walt Disney Pictures (o que significa dizer, todos os desenhos já feitos pelo estúdio, desde A Branca de Neve e os Sete Anões), estarão na plataforma tudo o que pertence à Lucasfilm (toda a franquia Star Wars), filmes e séries da Marvel Studios, as animações da Pixar e os documentários da National Geographic. Existem ainda as produções da 20th Century Fox, que também farão parte da plataforma, porém, a Disney ainda não explicou quais, nem quando elas serão adicionadas ao catálogo.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Disney+: tudo o que já se sabe sobre a plataforma de streaming da Disney