Netflix: 7 curiosidades sobre a plataforma de streaming

3 min de leitura
Imagem de: Netflix: 7 curiosidades sobre a plataforma de streaming
Avatar do autor

Desde a sua fundação, em 1997, a Netflix já passou por diversas transformações. De uma simples videolocadora, à uma das pioneiras no serviço de streaming de filmes e séries, a empresa possui inúmeros detalhes e fatos na sua história que são pouco conhecidos pelo público. O TecMundo selecionou sete curiosidades sobre a Netflix para que você saiba um pouco mais sobre ela.

O nome Netflix não foi a primeira opção

(Fonte: Unsplash/Reprodução)
(Fonte: Unsplash/Reprodução)

Quando a empresa foi fundada, diversas ideias de nomes surgiram. O co-fundador, Marc Randolph, chegou a considerar chamá-la de Luna.com, que era o nome da sua cachorra de estimação. Outras ideias como Directpix.com e Replay.com também foram sugeridos, mas quando a empresa precisou ser registrada, o nome escolhido foi Kibble. O nome (que significa ração em inglês), foi escolhido temporariamente até que algo definitivo surgisse.

A Netflix já realizou um estudo sobre o efeito do spoiler

Na verdade, a empresa contratou o antropólogo cultural, Grant McCracken, para descobrir de que maneira os spoilers poderiam afetar os hábitos de consumo dos usuários da Netflix. Durante o estudo, McCracken dividiu as pessoas em dois grupos: aquelas que soltam spoilers o tempo todo e aquelas que conseguem se controlar. E o resultado do estudo mostrou que quando um programa é realmente bom, o público irá assistir, mesmo que já conheçam alguns dos spoilers.

Os usuários escolhem qual filme ver em até dois minutos

(Fonte: Unsplash/Reprodução)
(Fonte: Unsplash/Reprodução)

A Netflix investe pesado no seu sistema de recomendações de filmes e séries. Além de manter o usuário dentro da plataforma por mais tempo, a empresa espera que isso consiga garantir um menor tempo na escolha do que assistir. E, de acordo com a própria Netflix, o investimento tem trazido bons resultados. A empresa estima que os usuários gastam cerca de dois minutos para decidir o que assistir.

Os usuários nem sempre falam a verdade

Em 2013, o então vice-presidente de inovação de produtos da Netflix, Carlos Gomez-Uribe, deu uma entrevista dizendo que as pessoas costumam responder questionários sobre consumo sem ser completamente honesta. De acordo com Uribe, a maioria das respostas indica que documentários e filmes estrangeiros são as principais escolhas dos usuários, mas, na prática, não é exatamente isso o que acontece, porém, ele não chegou a dar mais detalhes sobre a preferência do público.

Um show ao vivo com Dennis Quaid

Durante uma campanha publicitária, entre os anos de 2006 e 2007, a Netflix decidiu exibir alguns filmes em locais temáticos. Campo dos Sonhos, de 1989, foi exibido no mesmo campo de baseball, próximo de uma plantação de milhos. Porém, a Netflix decidiu oferecer algo a mais para o público e convidou alguns artistas que tinham banda, para se apresentarem nos locais. Dentre os atores que aceitaram a oferta, estava Dennis Quaid, que se apresentou com a sua banda, The Sharks, em Nova Orleans antes da exibição do filme Acerto de Contas, de 1986.

O primeiro “conteúdo original” da Netflix é também uma das produções mais “abstratas” já feitas pela plataforma

Não chega a ser uma produção de fato, mas um teste. Em 2011 a Netflix fez diversas imagens para poder avaliar como a plataforma lidava com variações na taxa de quadros por segundo. Entre as imagens, é possível ver um chafariz, algumas paisagens, um brinquedo de trem e um homem que aparece em diversas situações diferentes (correndo de um lado para o outro, brincando com uma bola e recitando Shakespeare, por exemplo).

Carros da Tesla terão acesso à Netflix no futuro

Uma das próximas atualizações nos carros da Tesla será o acesso à Netflix. De acordo com o fundador da empresa, Elon Musk, a ideia é que tanto a plataforma de filmes, quanto o YouTube, estejam disponíveis para que os passageiros possam ter algum entretenimento. O recurso será implantado nos próximos veículos a serem lançados, porém, ainda sem uma data divulgada até o momento. O único inconveniente é que o acesso só será permitido quando os carros estiverem estacionados.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Netflix: 7 curiosidades sobre a plataforma de streaming