Maluco é preso por enviar bombas caseiras para “explodir” críticos de Trump

1 min de leitura
Imagem de: Maluco é preso por enviar bombas caseiras para “explodir” críticos de Trump
Avatar do autor

Não é nenhum segredo que Trump possui uma legião de críticos. Aliás, considerando muitas das atitudes do presidente norte-americano, a verdade é que não é de estranhar que ele tenha conquistado tanta antipatia dentro e fora dos EUA. No entanto, ele também conta com muitos apoiadores ardorosos – assim como com simpatizantes fanáticos. Um desses admiradores é Cesar Sayoc, um cara que recentemente foi condenado a 20 anos de prisão por tentar enviar bombas caseiras para voar uma porção de ilustres repreensores de Trump pelos ares. Pois é...

(Fonte: Variety / AP / Shutterstock / Reprodução)

Maluco

Para realizar os ataques, Sayoc criou 16 artefatos a partir de tubos preenchidos com material explosivo e enviou as bombas pelo correio. Os dispositivos foram endereçados a várias personalidades democratas, como Barack Obama, Bill e Hillary Clinton, Robert De Niro, o antigo vice-presidente Joe Biden, alguns congressistas e senadores e figurões da alta cúpula da política norte-americana.

(Fonte: abc News / Reprodução)

O cidadão inclusive encaminhou um dos pacotes à CNN, mas, por sorte, uma das 16 encomendas foi interceptada em uma agência de correios, frustrando os planos do maluco. A partir daí, as autoridades rastrearam as demais bombas e descobriram que elas haviam sido enviadas do sul da Flórida

As investigações levaram os investigadores a Sayoc – cuja casa era coberta de fotos de Trump e seu vice, Mike Pence – e revelaram que o sujeito já vinha ameaçando diversas das pessoas em sua listinha negra de democratas pelas redes sociais há vários anos. Entretanto, ele só resolveu entrar em ação em outubro do ano passado e partir para o ataque.

(Fonte: The Guardian / Reuters / Jane Rosenburg / Reprodução)

Sayoc foi condenado nesta semana a 20 anos de cadeia – embora a acusação tenha pedido a pena de prisão perpétua – depois de se desculpar por seus atos, e a defesa entrou com um pedido para que a condenação seja reduzida a 10 anos sob a alegação de que o fanático sofria de desequilíbrios mentais associados ao excessivo uso de esteroides quando os ataques foram planejados.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Maluco é preso por enviar bombas caseiras para “explodir” críticos de Trump