Saiba tudo para aproveitar o novo Black Mirror no estilo 'você decide'

2 min de leitura
Imagem de: Saiba tudo para aproveitar o novo Black Mirror no estilo 'você decide'
Avatar do autor

Como já havíamos dito antes, o episódio especial “Black Mirror:  Bandersnatch” vem com proposta interativa. Ao abrir a história na Netflix, você pode selecionar entre duas opções em várias sequências, que fluem naturalmente conforme a que você selecionou — uma espécie de versão mais moderninha de “Você Decide”, mas mais próxima de games como Heavy Rain do que da atração global noventista.

A história acontece em 1984, auge da era dos adventures textuais e dos primórdios da programação de games nos primeiros computadores pessoais, a exemplo do Commodore 64, Amiga, MSX, TRS-80, entre outros. O protagonista Stefan (Fion Whitehead) pretende adaptar um romance sci-fi nos moldes de “você decide literário” em um jogo — já sacou a metalinguagem, né? A partir daí, você vai selecionando os rumos da narrativa.

black mirrorFonte: Netflix

Mas… há algumas regrinhas para curtir a trama toda. Em primeiro lugar, “Bandersnatch” foi feito para ser “jogado”. Foram gravadas 5h20 de aventura, com cincos finais, em sessões de 90 minutos. Isso não quer dizer necessariamente que você terá somente cinco opções de história, já que são diversos momentos de decisão. Segundo a própria Netflix, somadas as várias bifurcações, é possível gerar mais de um trilhão (!!!) de variações.

Bandersnatch não funciona em todos os aparelhos e exigiu software próprio

Depois de apenas alguns minutos após o início, você já se depara com a primeira decisão. E a partir dali, é preciso sempre selecionar entre duas alternativas, que aguardam a seleção do usuário entre 10 e 15 segundos — e escolhe uma automaticamente caso nada seja assinalado. Para isso, a própria Netflix desenvolveu um software específico para a entrada de interatividade.

O programa não funciona com todos os aparelhos. É compatível com tablets e smartphones Android e iOS; computadores, consoles e smart TVs mais recentes — mas não com Chromecast, Apple TV e outros conjuntos semelhantes, além de dispositivos mais antigos.

A interface de operação, aliás, teve que ser um pouco modificada, afim de evitar que os espertinhos voltem em determinada cena para selecionar outra alternativa. Somente é possível voltar ou acelerar 10 segundos de cada vez e a sequência para nos momentos de decisão. E se você fechar o aplicativo e voltar novamente, a história estará onde parou da última vez — só um “hard reset” deve poder “zerar” sua experiência.

black mirrorFonte: Netflix

Bem, agora que você sabe melhor como ou já deve ter experimentado, diz aí o que achou para a gente — e se esse tipo de interatividade te fisgou também.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Saiba tudo para aproveitar o novo Black Mirror no estilo 'você decide'