Com a ajuda da Tencent, a polícia chinesa prendeu recentemente 34 suspeitos que promoviam, divulgavam e disponibilizavam ferramentas de cheats e trapaças para PUBG (também conhecido como PlayerUnknown’s Battlegrounds). A notícia foi divulgada na conta da empresa no Weibo, rede social chinesa.

As prisões foram realizadas no condado de Pingyang, na província de Zhejiang. Segundo o post na rede social, as prisões dos suspeitos fazem parte de uma operação maior. A Tencent diz que as investigações vêm desde maio, quando uma equipe de segurança digital encontrou posts que promoviam plugins de trapaças em PUBG. Aparentemente, as trapaças eram para PUBG mobile.

A

Segundo dados da Tencent, a polícia chinesa já prendeu mais de uma centena de pessoas desde o começo do ano na China com ferramentas de cheats para PUBG. Em fevereiro, por exemplo, 99% das contas banidas por uso de cheats no jogo (versão de PC) eram da China, uma proporção muito grande para o país.

As investigações da polícia chinesa contam com o suporte da Tencent e seu programa de rastreamento de uso de cheats, chamado de BattleEye. Será que as novas prisões darão um alívio às trapaças dentro de PUBG?

Polícia chinesa prende hackers que promoviam ferramentas de cheat para PUBG via Voxel

Cupons de desconto TecMundo: