Basta que um console chegue às lojas para que grupos de hackers comecem a mexer em seu sistema operacional para conseguir rodar os chamados homebrews — softwares que não foram necessariamente autorizados pelas fabricantes. Com o Nintendo Switch a história não é diferente, e aos poucos o console já se mostra capaz de fazer coisas que não foram imaginadas pela empresa japonesa.

A comunidade Wololo divulgou nesta quinta-feira (16) que uma atualização do toolkit Pegaswitch permite preparar o console para rodar homebrews com auxílio de uma cópia de Pokkén Tournament DX. No entanto, há uma restrição: como a atualização é muito recente, não há software preparados para rodar junto a ela.

Pokkén DX

Entre aqueles que já demonstraram apoio à novidade está o time responsável pelo emulador RetroArch, algo que deve estimular outros criadores de mods. Assim como aconteceu no passado, a descoberta da falha em Pokkén Tournament pode fazer com que o preço de revenda do jogo dispare — algo que não deve afetar as versões digitais do game, que devem ser atualizadas para fechar qualquer brecha.

Obviamente, a descoberta não deve agradar à Nintendo, que já se mostrou bastante combativa aos homebrews e às possibilidades que eles trazem (principalmente no que diz respeito à pirataria). Vale notar que, caso você esteja interessado em explorar as novidades do Pegaswitch, será preciso que seu console permaneça com o firmware 3.0.0 instalado.

Via Voxel

Cupons de desconto TecMundo: