Junto com a notícia de que está desenvolvendo uma nova trilogia de Star Wars para os cinemas, a Disney revelou nesta quinta-feira (9) algumas novidades sobre seu serviço próprio de streaming.

A companhia confirmou que planeja lançar sua plataforma online até o final de 2019, correndo contra o tempo para fazer concorrência com a gigante Netflix e as crescentes Hulu e Amazon Prime Video.

Segundo o presidente da Disney, Bob Iger, o estúdio está desenvolvendo séries exclusivas para o streaming com grandes marcas da casa, como um seriado live-action de Star Wars (pela Lucasfilm), além de Monstros S.A. (da Pixar), High School Musical e um novo programa da Marvel Television!

Ainda de acordo com Iger, a Disney deverá lançar quatro filmes originais por ano na plataforma. Apesar disso, o serviço de assinatura da casa terá uma quantidade menor de conteúdos originais produzidos exclusivamente para o streaming em comparação à Netflix – mas por isso deverá ter também um valor de assinatura menor do que a concorrente.

Por outro lado, considerando o enorme catálogo da Casa do Mickey, a plataforma da empresa não vai pecar por falta de conteúdo. Como sabemos, a Disney pretende retirar seus filmes e séries das concorrentes até 2019 para incluir em sua biblioteca online.

Isso significa que a futura plataforma da companhia será o único streaming contendo os filmes de Star Wars, as animações da Pixar e os filmes do Universo Marvel, por exemplo. Segundo o The Wall Street Journal, até mesmo as séries da Marvel que já foram produzidas para a Netflix podem acabar indo para o streaming da Disney!

O que estamos vendo nesta semana, na verdade, é a revelação do grande plano da Disney para os próximos anos; ficou claro na notícia de que empresa estava negociando a compra de parte da 21st Century Fox, o que aumentaria seu catálogo de filmes e daria direitos de explorar serviços de distribuição no exterior.

Essa tentativa de aquisição parece ter o objetivo de fortalecer os títulos da casa. Tudo leva a crer que a Disney espera mesmo resgatar os direitos dos personagens da Marvel que estão em outras companhias (X-MenQuarteto Fantástico e Homem-Aranha); ao mesmo tempo, a Marvel Television não deve anunciar novas séries para a Netflix, já que futuros programas devem ser lançados diretamente na plataforma da empresa-mãe.

Vale ressaltar que a Netflix havia comunicado que os acordos são diferentes em cada país, e que as licenças nos Estados Unidos não são as mesmas no estrangeiro. Porém, a Disney está claramente interessada em fazer de seu streaming uma ferramenta de distribuição mundial, e não apenas local – o que parece nos indicar que teremos grandes mudanças até 2019!

Via Minha Série

Cupons de desconto TecMundo: