Maxime Bilet, Johnny Zhu e outros chefs pesquisadores de um laboratório de culinária na cidade de Bellevue, em Washington (EUA), criaram uma nova técnica para preparar batata “frita”. O grupo desenvolveu um método de preparação do prato por meio de ondas ultrassônicas.

(Fonte da imagem: Wikimedia Commons)

De acordo com o site Scientific American, as batatas, já cortadas em palitos, são seladas a vácuo em sacos com água e sal. As sacolas devem ser produzidas com materiais que possam mantê-las intactas durante a ebulição. Em seguida, os tubérculos são bombardeados por ondas sonoras de 40 kHz emitidas por um ultrassom, aparelho semelhante ao utilizado por dentistas e joalheiros. Isso faz com que as batatas tenham sua superfície rachada com pequenas bolhas e fissuras.

O próximo passo é inserir, brevemente, o alimento pré-tratado em óleo a uma temperatura de 171 °C. Com isso, as moléculas de amido do tubérculo serão agrupadas. Após resfriadas, as batatas são colocadas, por poucos segundos, em óleo quente (cerca de 190 °C). Segundo a publicação, as batatas têm um aspecto crocante e suave.

Cupons de desconto TecMundo: