Pode parecer que não passou tanto tempo assim, mas definitivamente a época em que gravávamos CDs e DVDs com arquivos de dados já ficou no passado. As mídias, que tinham capacidade de armazenamento de 700 MB e 4,7 GB, respectivamente, hoje são insignificantes diante da capacidade de pendrives, mesmo os modelos mais simples.

Entretanto, se as versões de 2 GB, 4 GB e 8 GB são comuns no dia a dia dos consumidores, os pendrives com capacidades maiores aos poucos vão conquistando o seu espaço. Os modelos de 128 GB, por exemplo, ainda circulam nas mãos de poucos, uma tendência que deve mudar muito em breve.

É o caso do modelo Voyager GS, de 128 GB, da Corsair, que recebemos na redação do TecMundo para avaliação. O modelo já está disponível nas lojas brasileiras e seu preço médio varia entre R$ 350 e R$ 400. Será que vale a pena investir seu dinheiro nesse acessório?

Tamanho não é documento

Construído em metal e resistente a riscos, o Voyager GS apresenta um aspecto bastante duradouro e certamente deve resistir a quedas com muita tranquilidade. O conector USB fica recoberto por uma tampa de encaixe simples, mas que garante a proteção necessária.

Pesando pouco mais de 31 gramas, o dispositivo é extremamente leve e conta ainda com uma abertura na parte traseira. Esse espaço, permite que o usuário encaixe uma argola para utilizar o produto em um chaveiro, por exemplo, tornando-o ideal para quem não abre mão de sair de casa sem os seus arquivos.

Leitura e gravação

Além da grande capacidade – são 128 GB de espaço de armazenamento -, o Voyager GS é compatível ainda com USB 3.0, o que garante uma velocidade maior de transferência de dados. Segundo informações da Corsair, o acessório chega aos 90 MB/s para gravação e atinge até 260 MB/s para leitura.

Esse valor, em especial no que diz respeito à velocidade de leitura, é cerca de três vezes maior do que boa parte dos pendrives compatíveis com USB 3.0 disponíveis no mercado. Para se ter uma ideia, os valores de 85 MB/s para leitura e 70 MB/s para gravação estão dentro de parâmetros normais.

Vale a pena?

Se na hora de comprar um novo pendrive você leva em consideração apenas a sua capacidade de armazenamento, certamente o modelo da Corsair não é a melhor das escolhas. A um preço de R$ 350, o custo médio por GB é de R$ 2,74 enquanto há modelos similares, com a mesma capacidade, que podem custar até R$ 200 – portanto R$ 1,57 por GB.

Entretanto, esse não é o único quesito que pode ser observado. A compatibilidade com USB 3.0, além de retrocompatibilidade com USB 2.0, é uma garantia a mais de que você terá maior velocidade de transferência e gravação. Nesse caso, ela é consideravelmente superior aos parâmetros normais dos modelos mais simples, sendo justo desembolsar um pouco a mais por isso. Nos Estados Unidos, é possível encontrar o produto por cerca de US$ 90 (o equivalente a R$ 200, sem impostos).

Com um acabamento de qualidade, o produto certamente se mostra diferenciado dentro do seu segmento. Entretanto, definir se vale pagar ou não o valor pelo qual ele é comercializado vai depender das suas expectativas. Se for apenas pela capacidade, prefira outros modelos. Agora, se você busca rapidez e eficiência e está disposto a pagar por isso, aí sim o Voyager GS deve ser considerado com muito carinho.

Cupons de desconto TecMundo: