Um grupo de cientistas da computação da Universidade de Washington desenvolveu uma nova tecnologia de reconhecimento gestual que permite usar sinais WiFi para detectar movimentos. Tudo isso sem que seja necessário investir em nenhum aparelho adicional, como sensores ou câmeras de vídeo.

Usando um adaptador modificado situado dentro de uma sala, os participantes dos testes realizados pelo grupo podiam controlar aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos presentes em qualquer canto de uma casa — tudo isso usando somente alguns gestos simples. “Isso permite usar os sinais sem fio que já existem de formas inéditas”, afirma o pesquisador Shyam Gollakota.

Detalhes sobre o funcionamento da descoberta, batizada como “Wisee”, foram publicados na internet esta semana. O trabalho foi submetido à aprovação do comitê responsável pela Conferência Anual de Computação e Redes Móveis, no qual ele deve ser apresentado em sua forma completa.

Colaborando para a criação de ambientes inteligentes

Embora possua um conceito semelhante ao Kinect, da Microsoft, a tecnologia da Universidade de Washington funciona de forma mais simples e econômica. Além disso, ela também apresenta a vantagem de não exigir que os usuários estejam em uma área específica para que seus gestos sejam captados.

(Fonte da imagem: Divulgação/Universidade de Washington)

Os controles são feitos através das pequenas mudanças de frequência que ocorrem quando um sinal entra em contato com uma pessoa em movimento. Os padrões detectados são enviados ao receptor modificado, que os transforma em ações como desligar a luz da cozinha ou acender a televisão.

Atualmente, a tecnologia é capaz de distinguir entre nove gestos feitos com o corpo, cuja eficiência foi testada por cinco pessoas em um ambiente de escritório e em um apartamento de dois quartos. O aparelho utilizado pelos pesquisadores foi capaz de detectar com precisão 94% dos 900 gestos feitos pelos participantes do experimento.

(Fonte da imagem: Divulgação/Universidade de Washington)

“Esse é o primeiro sistema de reconhecimento gestual para a casa inteira que funciona sem que o usuário tenha que usar instrumentos especiais ou que dependa da instalação de sensores e câmeras em cada ambiente”, afirma Qifan Pu, um dos colaboradores do estudo. Atualmente, os responsáveis pelo projeto estudam formas de permitir o controle simultâneo de diversos aparelhos, o que possibilitaria a criação futura de uma casa realmente inteligente.

Cupons de desconto TecMundo: