Óculos

Fonte da imagem: Reprodução/Perfil de Chris Mullin no Kickstarter

O físico norte-americano Chris Mullin criou um protótipo de óculos de sol que é capaz de se adaptar conforme a luminosidade ambiente. A novidade no projeto é que o acessório foi desenvolvido com base em um sensor de luminosidade e lentes produzidas em LCD.

Ao contrário de óculos convencionais, que escurecem toda a cena, este protótipo bloqueia apenas a fonte da iluminação, permitindo visualizar perfeitamente todo o resto dos objetos. Com o escurecimento do ponto de luz, o equipamento protege seu usuário da sensação desagradável de olhar diretamente para o sol, por exemplo.

O sistema funciona por meio de um sensor que determina o escurecimento de parte das lentes. Tudo acontece em tempo real, ou seja, conforme o usuário movimenta a cabeça, os pixels escuros acompanham o ponto de onde a luminosidade vem. Não importa o número de focos de luz, o equipamento sempre vai bloquear qualquer luz que possa atrapalhar a visão.

A evolução do projeto para um patamar comercial custaria um valor próximo a US$ 20.000 e, para que o projeto seja viabilizado, Chris Mullin conta com doações de pessoas físicas ou jurídicas. Entretanto, o físico só conseguiu reunir doações que equivalem a 10% desta quantia.