O designer de carros Thomas Edward Kent apresentou para a Volkswagen o conceito de um carro completamente ecológico e econômico, o Bug-E. O nome, algo como "Inseto-E" em inglês, é uma referência ao visual inusitado do veículo, que é elétrico e se movimenta através da energia de baterias instaladas no chão.

As baterias do Bug-E geram 30KWh em 370V, permitindo uma autonomia de direção de até 200km entre duas cargas. O carro não possui coluna de direção, eixo de transmissão ou tanque de combustível, o que contribui para torná-lo mais espaçoso internamente, apesar do tamanho bastante reduzido.

Linha de carros ecológicos Bug-E

Uma das maiores novidades do modelo é justamente a configuração do espaço interno, que pode ser completamente alterada de acordo com a quantidade de pessoas ou a distância a ser percorrida. Por exemplo, em uma viagem sem passageiros, o motorista pode deslocar o banco para o centro do carro, proporcionando uma direção diferenciada e divertida.

A diversão, alias, é uma das maiores propostas do Bug-E. Além disso, a possibilidade de deslizar a direção para o centro soluciona o problema da necessidade de diferenciação entre carros de países com mão diferente, deixando a produção mais barata.