O concurso Electrolux Design Lab 2010 chega à sua fase final com oito concorrentes que deixaram a imaginação correr solta e elaboraram projetos mirabolantes de cozinhas do futuro.

Combinando a criatividade dos designers com a necessidade que muitos temos no dia a dia, os oito finalistas apresentaram ótimos trabalhos, o que deve complicar a vida dos jurados que precisam escolher apenas um vencedor.

Conheça um pouco sobre cada um dos oito trabalhos que se classificaram para a grande final da edição 2010 do Electrolux Design Lab 2010.

Refrigerador externo

O designer Nicolas Hubert, francês que estuda na China, pensou em uma solução para problemas com o espaço ocupado por refrigeradores, algo complicado em locais pequenos, bastante comuns atualmente. A ideia de Nicolas se adapta bem a um prédio, pois é um refrigerador externo que ficaria localizado ao lado de uma janela. A fonte de energia? O Sol!

Lavadora desmontável

Máquinas de lavar ocupam muito espaço e normalmente de forma inútil. São grandes, possuem motores espaçosos e, se o espaço é limitado, isso pode ser um problema. O designer industrial chinês Lichen Guo projetou uma lavadora portátil e desmontável que é pendurada na parede, em volta de um motor fixo que ocupa pouquíssimo espaço.

Refrigerador biorrobótico

O terceiro finalista vem da Rússia. Yuriy Dmitriev, estudante de design industrial, pensou em uma nova forma de manter alimentos e líquidos refrigerados, ocupando pouco espaço e usando alta tecnologia. O projeto de Dmitriev consiste em um refrigerador sem portas e repleto com um gel inodoro. O gel seria o responsável por refrigerar e conservar o que estivesse dentro dele.

Limpadora ecológica

Partindo do pressuposto de que a comida no futuro será em cápsulas e de que nós teremos cada vez menos tempo para prepará-la, o designer iraniano Ahi Andy Mohsen desenvolveu a Eco Cleaner, uma lavadora de pratos portátil e sustentável que utiliza ondas ultrassônicas para ionizar a comida restante nos recipientes de modo a torná-la utilizável novamente.

Armário da limpeza

E se para ter uma roupa limpa bastasse guardá-la no armário? No que depender do estudante de design sueco Michael Edenius, isso seria realidade, pois ele elaborou um projeto chamado “Clean Closet” que faz justamente isto. O armário escaneia a roupa atrás de impurezas e utiliza tecnologia molecular para remover sujeiras e odores, tudo sem usar uma única gota d’água.

Prateleiras inteligentes

O projeto “Kitchen Elements” do designer estadunidense Matthew Gilbride pretende reduzir fogão e geladeira a prateleiras! Se um dia o trabalho de Gilbride se tornar realidade, você poderá ter em sua cozinha prateleiras capazes de cozinhar, refrigerar e iluminar alimentos, com muita tecnologia e ocupando pouco espaço.

Cozinhar sem fogão

O designer industrial indiano Peter Alwin projetou um método de cozinhar sem fogão ou qualquer coisa do gênero: é o “The Snail”, um equipamento parecido com um ferro de passar roupa que funciona como aquecedor. Quando acoplado a uma panela, ele identifica o alimento a ser cozido, esquenta o recipiente e faz todo o trabalho sozinho.

Cozinha virtual

Talvez o projeto mais fora da realidade de todos os finalistas seja o do australiano Daniel Dobrogorsky. O “Kitchen Hideaway” mistura realidade virtual e robótica para preparar alimentos. É assim: você está no trabalho, coloca um capacete que projeta virtualmente a sua cozinha e então prepara seus alimentos; em sua casa, robôs atuam e repetem tudo o que você fez pelo capacete.