(Fonte da imagem: Yonggu Do e Eunha Seo/Yanko Design)

Até que as escolas implantem sistemas de lousas touchscreen e telões de reprodução, o giz e o quadro-negro continuarão sendo itens indispensáveis dentro das salas de aula. Contudo, além de costumeiramente provocar ruídos extremamente desagradáveis, as partículas liberadas pelos bastões de sulfato de cálcio causam alergias em muitas crianças.

Pensando nisso, a dupla de designers Yonggu Do e Eunha Seo desenvolveu um conceito de tecnologia para absorver o pó deixado pelo giz e reconstruí-lo. O Chalkeeper, como foi batizado o projeto, funciona como um apagador que armazena todo o resíduo de giz deixado no quadro-negro.

Quando for acumulada uma quantidade suficiente desse extrato, o sistema utiliza água, calor e mecanismos mecânicos para remodelar a poeira em um bastão novamente. Assim, os professores terão à sua disposição uma fonte quase inesgotável de giz.