(Fonte da imagem: Divulgação Yanko Design)

Uma equipe de designers criou um conceito de notebook que leva o termo “tecnologia verde” ao extremo. Inspirado na capacidade de sucção de água do bambu, o “Plantbook” usaria uma pequena carga de hidrogênio para iniciar um processo de eletrólise, parecido com que acontece com as células de combustível, gerando energia para as baterias do aparelho.

Graça ao seu formato cilíndrico, juntamente com teclado e monitor retráteis, o notebook poderia ser mergulhado em um copo com água para realizar o processo químico. Uma alça em forma de folha na extremidade seria o indicador do nível de carga de bateria, com um LED que ficaria mais verde gradualmente.

Ainda existem muitas limitações impostas pela tecnologia atual, como a miniaturização a nível extremos que o “Plantbook” exigiria. Ainda assim, a ideia de usar compostos naturais em vez de metais pesados como fonte de energia seria o ideal para a atual demanda de tecnologia “green”.