Viajar de avião pode ser muito divertido nas primeiras vezes, mas depois a “brincadeira” perde a graça e os longos períodos em poltronas podem ser muito incômodos para todos. Imagine viajar de Tóquio para Londres em menos de duas horas. Pois isso será possível, caso o ZEHST - Zero Emission Hypersonic Transport (Transporte Hipersônico com Emissão Zero, em português) seja colocado em prática.

Por enquanto o avião é apenas um conceito criado pela EADS, mas os projetos são consistentes e mostram que a velocidade pode chegar a 4,8 mil km/h. Para isso seriam instalados três motores de foguete, dois jatos de turbo e mais dois motores à jato comuns. Todos criados para levar o ZEHST até a estratosfera, 32 quilômetros acima do solo terrestre.

Você pode estar se perguntando: “Como esses cinco motores trabalham juntos sem eliminar poluentes na atmosfera?”. Os projetistas afirmam que os motores à jato serão movidos com biocombustível criado a partir de algas, já os motores de foguete queimarão oxigênio e hidrogênio, resultando apenas em vapor. Os planos para colocá-lo em prática apontam para o ano de 2020.