Você já imaginou embarcar em um avião feito de material totalmente transparente e curtir uma viagem com visão panorâmica a 30 mil pés de altura? É o que a Airbus promete trazer para os passageiros em 2050: uma aeronave inteligente e capaz de transformar integralmente os voos como conhecemos hoje.

Segundo Charlie Champion, chefe de engenharia da empresa, o projeto pretende trazer outras inovações importantes para a aviação. As tradicionais classes de voo (executiva, econômica e primeira classe) não vão mais existir, dando lugar a divisões baseadas na experiência de voo — através de controles individuais, cada pessoa definirá suas preferências.

Por fora, o avião não parece muito diferente dos protótipos que temos hoje. As mudanças notadas são pequenas curvaturas e dobras maiores nas asas. No entanto, a parte interna contará com reconhecimento digital dos passageiros, sistema holográfico, ajustes avançados dos assentos e espaço de sobra para relaxar e aproveitar a jornada.

Vale lembrar que a Airbus hoje detém o modelo A380, considerado o maior avião comercial de passageiros no mundo — um monstro que comporta mais de 800 pessoas. Contudo, as viagens aéreas não mudaram muito de 40 anos para cá, já que os Boeings 747 continuam sendo, desde aquela época, os mais populares personagens a decolar e pousar nos aeroportos pelo mundo.

Será que a Airbus vai conseguir revolucionar essa história nas próximas quatro décadas?