Se você está pensando em comprar um computador novo, provavelmente já pensou em pegar uma máquina com um processador que seja rápido o suficiente para atender às suas expectativas. De fato este é um dos componentes mais priorizados no momento da escolha da configuração ideal para cada pessoa, mas será que ele vai garantir que o seu PC seja realmente rápido?

Antes que essa pergunta seja respondida, é importante que você compreenda alguns conceitos básicos de funcionamento do processador. Nós já abordamos este assunto de forma mais detalhada em outro artigo, que você pode conferir através deste link.

Velocidade é tudo?

O primeiro fato sobre processadores, é que eles não podem ser diretamente comparados através de sua velocidade (clock). Um bom exemplo para explicar o motivo é comparando um processador Pentium 4 de 2.8 GHz com um Hashwell Core i7 de clock exatamente igual, pois apesar de parecer que ambos possuem o mesmo desempenho, a segunda CPU mencionada é muito superior.

Diferentes marcas

Este tipo de confusão também é feita com processadores de marcas diferentes, pois apesar de muitas vezes possuirem o clock semelhante ou até igual, podem variar muito de desempenho.

Para melhor ilustrar esta situação, considere que o Core i7 4765t possui 2GHz e o AMD FX-8150 , 3.6GHz. Parece certo que o FX da AMD lideraria esta competição de desempenhos devido à sua velocidade de ciclos por segundo. Mas não é o que acontece de fato, pois a CPU da Intel pode superar o componente da AMD em alguns testes de performance.

Essa diferença inversamente proporcional de capacidade de processamento e clock é explicada pela diferença de arqutetura utilizada, que corresponde à forma como ele é "construído".

É importante lembrar que a arquitetura pode "beneficiar" qualquer uma das principais fabricantes de processadores, dependendo muito de qual modelo e tecnologia é utilizada na comparação.

Tecnologias de processadores

Outro elemento que é pouco visado na procura de uma CPU é as tecnologias que ela possui. Podemos mencionar o Turbo-Boost da Intel, que é uma tecnologia que permite otimizar a frequência e consumo de energia através de múltiplos algorítmos. Apesar deste recurso atuar apenas em casos específicos, podem compensar um valor de clock mais baixo.

Isso acontece porque os modelos de processadores mais recentes recebem diversos tipos de melhorias, como núcleos adicionais e maior capacidade de memória cache. Estes e muitos outros aspectos, acabam fazendo com que ele o i7 consiga realizar muito mais tarefas por ciclo em comparação com suas versões antigas.

Portanto, apesar do processador ser extremamente importante na execução de jogos e programas pesados, a velocidade dele não traz nenhuma garantia de que o seu novo computador vai rodar mais rápido. Além da CPU, existem outros componentes que precisam ser levados em consideração, mas que geralmente são deixados de lado na hora de comprar uma máquina.

Outros componentes importantes

Muitas pessoas consideram a aquisição de um disco rígido com a maior capacidade de armazenamento possível. Esse é um detalhe muito relevante, mas deixar a velocidade de leitura de lado para obter mais espaço para guardar mais informação no seu computador pode não ser uma boa ideia para quem deseja montar uma máquina veloz.

Verifique sempre se o HD interno que você está comprando possui uma boa taxa de rotação do disco (RPM). Outro ponto a ser considerado é o buffer, pois ele é responsável por armazenar pequenas quantidades de informações para que a sua máquina consiga lidar com diversos tipos de informação de forma mais rápida e realize transferências de dados em menos tempo.

Solid State Drive (SSD)

Não podemos deixar de mencionar os SSDs (Solid State Drive), que permitem dobrar a velocidade de leitura de dados em relação aos discos rígidos tradicionais. Entretanto, se você não quer investir pesado, esta escolha provavelmente ficará de lado, devido ao preço elevado deste tipo de dispositivo.

Caso queira melhorar apenas a performance do sistema operacional e economizar um pouco, uma boa dica é adquirir um SSD com pouca capacidade de armazenamento e instalar apenas os programas que você mais utiliza nele, deixando todo o resto para o HD convencional.

Adicionais

Obviamente, existem inúmeros itens de hardware a serem considerados, pois um computador não é feito apenas de processador e disco rígido. Mas existem algumas peças que podem ajudar no desempenho a diferentes tipos de usuário.

Por exemplo, se você tem o perfil gamer, uma placa de vídeo vai fazer toda a diferença para garantir uma taxa alta de quadros nas mais exigentes configurações gráficas. Agora, se você é do tipo que trabalha com milhares de tarefas e janelas abertas simultaneamente, recomendamos o grande foco na memória RAM.

Comparação de desempenho

Diante das diferentes características de cada computador, fica realmente muito difícil comparar o desempenho entre duas máquinas e dizer qual delas é a mais rápida analisando apenas as configurações de seus componentes. A forma mais confiável e prática de fazer isso é através da utilização de programas de benchmark, que executam uma série de testes padronizados para mensurar diferentes tipos de performances.

Cupons de desconto TecMundo: