Um dos projetos mais interessantes a aparecer em sites de crowdfunding, o Silent Power, promete ser o menor computador de última geração do mundo. Seu grande diferencial é uma espuma de cobre que fica montada na parte superior da torre do aparelho. De acordo com os desenvolvedores, todos os elementos que esquentam deste PC: o processador, a placa de vídeo e etc. serão colocados ao lado da espuma de cobre que irá sugar e dissipar todo o calor, sem precisar de coolers e outros sistemas de refrigeração.

Na teoria o Silent Power nunca ultrapassa os 50 graus de temperatura, e possui o diminuto tamanho de 15 x 13 x 7 centímetros. A versão mais barata do aparelho será lançada por 699 Libras (o equivalente a 2 mil Reais) e pode ser enviado para o Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos e outros países selecionados (infelizmente o Brasil não se encontra na lista). O objetivo do financiamento é relativamente modesto para o que eles querem alcançar, 45 mil Libras até o final do primeiro semestre de 2015.

Novos tipos de desktop são bem raros em sites de crowdfunding, normalmente vemos novas formas de impressora 3D, wearables, smartphones e outros projetos desse tipo. Todo esse tipo de dispositivo consegue angariar fundos relativamente rápido, enquanto a proposta desse desktop não atingiu ainda 5 mil dólares.

O funcionamento da placa de resfriamento

Normalmente, o calor dos processadores é descarregado através de aletas de refrigeração, uma vez que estes proporcionam uma grande área de superfície para a dissipação da temperatura. No entanto, quando lidamos com um calor muito intenso é necessário um sistema de resfriamento mais ativo.

O Silent Power usa uma espuma dissipadora de calor feita de cobre. Este material conduz o calor melhor do que qualquer outro metal industrial. A estrutura de uma espuma permite que a temperatura seja distribuída por uma área ainda maior do que as aletas tradicionais, levando o calor para as regiões do interior da espuma metálica. Lá, o ar é aquecido mais do que nas zonas externas, fazendo com que ele se expanda devido ao calor mais forte e pressione assim o exterior automaticamente. Isto cria o seu próprio sistema de microcirculação, o que dissipa o calor de forma mais eficiente.

Por esta razão, um ventilador (ou cooler) não se faz necessário, até porque a espuma promete distribuir o calor sobre uma área de superfície de até 500 vezes maior do que a normal. Combinando a microcirculação e este espaço amplo para a temperatura, os desenvolvedores poden fazer uso de um hardware mais potente, criando um Desktop topo de linha completamente silencioso e sem perigo de superaqueicmento. Claro, que a baixa aderência ao projeto pode significar que existe uma falha nesta argumentação e que a dita "espuma de cobre" não seja capaz de cumprir o que seus criadores alegam.

Cupons de desconto TecMundo: