Pesquisadores e engenheiros da Universidade de Bristol (Inglaterra) conseguiram montar o primeiro protótipo funcional de um processador quântico. Mais do que isso: ele é o primeiro chip reprogramável de multiproposta, ou seja, pode ser modificado para atender a diferentes tipos de demanda dos usuários.

O processador de Bristol foi criado com dióxido de silício, permitindo a conexão direta entre vários fótons do mesmo chip – em esquema de enredamento. De acordo com a programação dos eletrodos, os estados quânticos são produzidos para desempenhar as funções ordenadas. Este é um dos primeiros passos concretos em direção à computação quântica.

Cupons de desconto TecMundo: