Capturando movimentos sem a utilização de sensores (Fonte da imagem: Max Planck Institute)

Você já deve ter visto como funciona a captura de movimentos na produção dos filmes e games. São roupas recheadas de sensores infravermelhos que identificam cada movimento dos atores, tudo para que depois o personagem seja criado na tela com a máxima fidelidade possível.

Se esse método já nos traz resultados espetaculares, alguns pesquisadores do Instituto Max Planck para Informática, em Saarbrücken, prometem entregar algo ainda mais preciso – e com um funcionamento bem mais simples.

Trata-se de um software capaz de capturar, entender e traduzir os movimentos do ator diretamente em tempo real, transformando tudo em um boneco tridimensional e feito em computação gráfica. Para utilizá-lo, bastam algumas câmeras posicionadas estrategicamente.

Pessoas, roupas e animais

Segundo os pesquisadores responsáveis pelo projeto, o sistema é capaz de compensar situações nas quais nem o tradicional método de sensores é capaz de trabalhar com perfeição, como quando há partes encobertas do corpo do ator, por exemplo. Por fim, o programa ainda seria aplicável também em diversas outras situações, identificando os movimentos de roupas e cabelos ao vento e de animais.

Toda essa exatidão promete revolucionar a computação gráfica, afinal de contas, filmes com tais tipos de efeitos passariam a ser uma realidade também para pequenas produções independentes – algo cada vez mais popular graças ao YouTube. Algumas áreas da medicina também poderiam ser beneficiadas pelo projeto, segundo o Instituto.

Cupons de desconto TecMundo: