O fim de uma era está entre nós. Após a queda do Megaupload em 2012, chegou a vez do RapidShare, um dos mais pioneiros serviços de compartilhamento de arquivos na internet, assinar o atestado de óbito. A data do enterro é 31 de março, quando todos os dados e contas armazenados na página serão completamente eliminados e não deixarão vestígios na rede. O próprio serviço postou um comunicado em sua página oficial.

O RapidShare á um serviço nascido na Suíça e foi ao ar pela primeira vez em 2002, com centenas de milhões de visitantes únicos rapidamente alcançados numa base mensal. O ápice de compartilhamento foi em 2012, quando o seu principal “concorrente”, o Megaupload, ruiu.

A tentativa de se manter dentro da lei

Diferentemente do Megaupload, o RapidShare até tentou uma manobra para se enquadrar na legalidade e não ter o mesmo destino do competidor. Para isso, o serviço tentou se adequar como um produto de armazenagem na nuvem e reforçou sua proteção contra a pirataria.

Não foi só isso: os preços para hospedagem de arquivos aumentaram exponencialmente, e os valores chegavam a mais de 50 euros mensais (quase R$ 200). No entanto, a medida não deu certo, e a empresa cortou mais de 70% de seu quadro de funcionários. Agora, o RapidShare está encerrando suas atividades.

R.I.P., RapidShare.

Cupons de desconto TecMundo: