O site de compartilhamento RapidShare anunciou recentemente que passará a limitar o espaço destinado a uploads de contas gratuitas. Quem não quiser pagar por um dos vários pacote do plano RapidPro terá seu espaço reduzido para 5 GB. Usuários do serviço teriam recebido notificações durante a semana passada.

Vale ressaltar que a medida é retroativa. Em outras palavras, usuários de contas gratuitas que atualmente excedem a nova cota correm o risco de ter seus arquivos sumariamente deletados — embora o processo envolva alguns critérios.

Basicamente, o RapidShare excluirá primeiramente arquivos alocados na “lixeira” do serviço, rumando em seguida para conteúdos grandes e arquivos com nomes iguais incluídos em datas distintas — sendo que os mais velhos devem ser deletados primeiro.

Pague ou pule do barco

Naturalmente, quem não quiser pagar pelos planos tem a possibilidade de baixar os arquivos excedentes, embora isso precise respeitar o limite diário — 1 GB ou 3 GB, caso todas as formas de compartilhamento sejam utilizadas.

Quanto às opções de planos, o RapidShare pede 10 euros mensais por um espaço de 250 GB, 20 euros para 500 GB e até 120 euros para espaços acima de 2 TB (lembrando que o euro atualmente está R$ 2,56).

Até a presente medida, o RapidShare oferecia espaço ilimitado para as contas gratuitas, embora sempre tenha contido o volume de uploads/downloads — solução encontrada para, entre outras coisas, limitar o chamariz do serviço para piratas de plantão.

Cupons de desconto TecMundo: