No começo deste ano, a Lenovo resolveu aquecer ainda mais a disputa entre os intermediários. A marca que tem dois campeões de venda no segmento renovou seus produtos para deixar a disputa com as concorrentes ainda mais acirrada.

Os novos Moto G5 e Moto G5 Plus chegaram com grandes promessas e inundaram a internet com diversas propagandas. Nós já testamos os dois modelos e gostamos dos resultados apresentados. Ambos são bons e nos deixaram surpresos pelas propostas equilibradas.

Todavia, com tantas especificações e pequenas diferenças entre eles, é difícil escolher qual é o mais adequado para suas tarefas, não é mesmo? Olhando por fora, até parece que só a tela muda de tamanho, mas na verdade há muitas diferenças no hardware e em outros quesitos.

Pensando nisso, nós resolvemos comparar os dois modelos para você entender qual oferece mais benefícios e como eles se saem no dia a dia. Se você está interessando em comprar um novo intermediário e tá na dúvida de qual pegar, nosso vídeo abaixo pode ser de grande utilidade. Dá o play!

Versão do Sistema OperacionalAndroid 7.0 NougatAndroid 7.0 Nougat
Tipo de TelaIPS LCD com 16 milhões de coresIPS LCD com 16 milhões de cores
Tamanho de Tela5.2 polegadas5 polegadas
Resolução de Tela1920 x 1080 pixels1920 x 1080 pixels
ChipsetQualcomm MSM8953 Snapdragon 625Qualcomm MSM8937 Snapdragon 430
Memória RAM2 GB de RAM2 GB de RAM
Armazenamento Interno32 GB32 GB
Cartão de MemóriamicroSD, expansível até 256 GBMicroSD, expansível até 128 GB
Câmera Traseira12 MP, abertura f/1.7, com resolução máxima de 4032 x 3024 pixels13 MP, abertura f/2.0, com resolução máxima de 4160 x 3120 pixels
Capacidade de Bateria3000 mAh2800 mAh

Quase iguais por fora...

Bom, em questão de design, o Moto G5 e o Moto G5 Plus são quase idênticos. Isso já era de se esperar, considerando que eles são da mesma linha, mas ficamos surpresos como a Lenovo conseguiu manter tantas características parecidas no visual dos produtos.

Basicamente, as grandes diferenças estão na parte das dimensões e do peso.  Por conta do tamanho do display e do hardware interno, os projetos são levemente diferentes. O Moto G5 Plus é um pouco maior, cerca de meio centímetro mais alto e só 1 milímetro mais largo do que o Moto G5.

A espessura é quase a mesma, mas o Moto G5 Plus parece mais grosso, por conta da câmera que fica saltada. O Moto G5 ainda leva vantagem por ser mais leve, cerca de 10 gramas, que já fazem uma boa diferença. Ele também sai na frente por ter tampa removível, o que facilita a remoção da bateria e instalação dos chips.

Telas Full HD com alta densidade de pixels

Conforme já comentamos, na questão de tela, o Moto G5 Plus ganha pelo tamanho. Ele tem 5,2 polegadas, enquanto o Moto G5 tem só 5 polegadas. Na prática, isso não quer dizer muita coisa, sendo que o consumidor pode optar pela que mais agrada.

Os dois têm resolução Full HD, só que a tela de 5 polegadas do Moto G5 apresenta densidade maior — já que ele apresenta o mesmo conteúdo em um espaço menor. São 441 pixels por polegada, o que garante uma nitidez maior. O Moto G5 Plus não faz feio nesse sentido, sendo que ambos vão entregar qualidade absurda de imagem.

A tecnologia dos displays é idêntica, então o colorido é idêntico, com níveis de brilho e contraste muito similares. Todavia, ainda pensando em tela, o Moto G5 Plus leva uma vantagem pela proteção Gorilla Glass 3, que não existe no Moto G5. Então, se você optar pelo celular menor, vale colocar uma película para proteger o display.

Câmeras ótimas, mas o Plus tem vantagens

Quando o assunto é fotos, o Moto G5 ganha pela resolução de 13 megapixels — porém é importante não tirar conclusões precipitadas, pois a resolução do sensor não define a qualidade geral da câmera. O Moto G5 Plus não é ruim nesse sentido, já que tem sensor de 12 megapixels, então não espere uma grande vantagem no modelo mais básico.

É bom ressaltar que, em nossos testes, o Moto G5 Plus apresentou resultados melhores, principalmente pelo colorido mais expressivo e a iluminação superior. Com a abertura de f/1.7, a câmera do Moto G5 Plus permite a passagem de mais luz, o que resulta em imagens mais claras e evita a saturação excessiva em alguns casos.

O foco do Moto G5 Plus também é um pouco mais rápido e o flash dual tone é uma outra vantagem que vale a pena. Devemos notar ainda que as imagens noturnas ou em cenários escuros ficam mais agradáveis com a câmera do Moto G5 Plus. Os dois fazem ótimas imagens, mas o G5 Plus é claramente o campeão nessa parte.

A câmera frontal dos dois modelos tem a mesma resolução e mesma abertura, então pode esperar resultados idênticos. Moral da história: ambos são ótimos para selfies.

Configurações de hardware equilibradas

O Moto G5 Plus é bem parecido com seu irmão menor em quase tudo, só que ele tem um hardware bem mais preparado. Ele vem com o chipset Snapdragon 625, que tem processador de oito núcleos preparado para rodar na frequência de 2 GHz.

O Moto G5 conta com o chipset Snapdragon 430, que também usa uma CPU de oito núcleos, mas esta vem configurada para rodar na frequência de 1,4 GHz. Olhando apenas os números, fica fácil presumir que o Moto G5 é pior para rodar os apps, mas a verdade é que a história não é tão simples assim.

É claro que o hardware mais poderoso do G5 Plus garante melhores resultados em jogos e softwares mais pesados, mas o hardware mais simples do G5 não faz ele ser mais lento ou pior que o G5 Plus para rodar o sistema ou programas comuns.

A verdade é que os dois rodam o Android com tranquilidade. Mesmo com processador um tanto limitado, o Moto G5 ainda dá conta de rodar vários apps, abrir tudo com rapidez e entregar uma ótima experiência nas diferentes interfaces.

Bom, na parte de memória, os dois modelos empatam em números. O Moto G5 e o G5 Plus contam com 2 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento.

Na hora de executar os jogos, o Moto G5 Plus tem uma pequena vantagem, já que usa o Adreno 506, que é um bocadinho melhor que o Adreno 505. Não se trata de uma diferença monstruosa e a gente viu resultados bem parecidos nos dois, mas o modelo Plus tem mais potência.

Som, rádio e TV

Pra quem gosta de música, os dois celulares devem satisfazer legal, já que usam alto-falantes similares. Não espere nada grandioso, pois eles usam sistema mono, mas a qualidade é boa no geral.

Ah, os dois aparelhos ainda trazem rádio FM, só que o G5 Plus sai na frente com TV Digital. Não é lá aquelas coisas, mas é um diferencial.

A experiência do Android puro

Em questão de software, os dois modelos são idênticos. Eles rodam o Android puro na versão 7.0 (também conhecida como Nougat) e trazem as funções mais recentes do sistema — incluindo a opção de dividir a tela em duas para a execução de apps em paralelo).

Uma coisa interessante é que esses dois celulares usam um novo sensor de digitais, com suporte para gestos de comandos. Nesse ponto, o Moto G5 e o G5 Plus vão entregar a mesma experiência.

Baterias de longa duração

Duração de bateria é uma coisa que varia muito conforme os apps que você usa. Pelos números, o Moto G5 Plus pode dar a impressão de que tem autonomia melhor, já que ele tem bateria de 3.000 mAh, enquanto o Moto G5 tem bateria com capacidade de 2.800 mAh.

Olhando para os números, é fácil dizer que o Moto G5 Plus tem bateria melhor, mas a história é um tanto diferente no dia a dia. Como o G5 Plus tem tela um pouquinho maior, ele consome mais energia, o que significa menor duração da bateria.

Pelos nossos testes, as baterias duram quase a mesma coisa. Dá para rodar aí umas 8 horas de vídeo em qualquer um deles. Se você usa o celular mais pra checar e-mails e atividades simples,ambos vão durar quase dois dias longe da tomada.

Preço exagerado no modelo maior

Para finalizar nosso comparativo, precisamos falar sobre um dos quesitos mais importantes: o preço. O Moto G5 Plus custa oficialmente 1.499 reais e já tem ofertas por quase 1,3 mil reais, quando o consumidor opta pelo pagamento em boleto. O Moto G5 tem preço oficial de 999 reais, mas há promoções por cerca de 800 reais, também para pagamento à vista.

No geral, o Moto G5 Plus é melhor em vários quesitos, com destaques para o hardware superior (mas que não significa tantas melhorias no dia a dia), a proteção da tela Gorilla Glass (que pode evitar danos em casos de acidentes) e a câmera que, mesmo com sensor de menor resolução, faz imagens melhores.

Acontece que essas vantagens e outros truques — como NFC e TV Digital — talvez não compensem os 500 reais adicionais no preço. Assim, se você quer um celular intermediário com ótima relação custo-benefício, nossa sugestão é o Moto G5 facilmente.

E pensando na faixa dos 1,5 mil reais, talvez o G5 Plus também não seja a melhor opção. Nessa categoria, ainda temos concorrentes como o Galaxy J7 Prime, o Moto Z Play e o Zenfone 3, que podem ser melhores em alguns aspectos, mas isso é assunto para outros comparativos. Então, fique ligado aqui no TecMundo para mais dicas de smartphones intermediários.

Promoções

Moto G5 Plus

Moto G5

Cupons de desconto TecMundo: