Você já deve ter percebido que é cada vez maior o número de serviços que são ofertados na internet totalmente online. A cada dia que passa mais informações suas ficam armazenadas em um servidor virtual e, com isso, reduz-se o número de downloads e o número de programas a serem instalados em sua máquina.

No entanto você já se perguntou para onde vão estas informações? Em outras palavras, ainda que não sejam as suas máquinas, é preciso que estas informações estejam armazenadas em algum lugar físico ou, como são popularmente conhecidos, nos servidores.

Agora imagine reduzir o tamanho desses servidores consideravelmente, a ponto de você pode levar ele para onde quiser e, de quebra, baixar em até 90% o consumo de energia, sem que nesse processo exista alguma perda de capacidade ou de desempenho.

Seu computador do futuro.

Em termos gerais essa é a idéia do Plug Computer, um dispositivo similar a uma fonte de alimentação que pode ser ligada diretamente a tomada. E, graças a ele, é possível armazenar e acessar as sua informações como se fosse um computador ou servidor normal.

O computador num plug

A iniciativa da criação deste pequeno acessório surgiu na cidade de Santa Clara, no estado americano da Califórnia, em uma empresa chamada Marvell Technology Group. Criada em 1995, a Marvell desde o início teve como foco o desenvolvimento de dispositivos portáteis e de baixo consumo.

Em uma de suas pesquisas a empresa desenvolveu o Sheeva Technology, uma unidade central de processamento otimizada para alto desempenho e baixo índice de consumo. Batizado posteriormente de Sheeva Plug, o produto foi a primeira iniciativa da chamada Plug Computing.

O aparelho é similar a um adaptador de força no tamanho, mas no seu interior traz uma alta capacidade de processamento capaz de igualar seu desempenho ao de um PC de alta performance.


Acesse o dispositivo de qualquer lugar.



A versão atual do Sheeva Plug traz um processador de 1.2 GHz, equipado com uma memória flash de 512 MB para armazenamento e 512MB DRAM. O dispositivo pode se conectar ao mundo por meio de uma rede Gigabyte Ethernet além de uma porta USB 2.0. O plug suporta como sistema operacional múltiplas versões do Linux. E é dessa forma que é possível acessá-lo pela internet a partir de qualquer browser.

Uso e usuários: a quem interessa a Plug Computing?

Em linhas gerais, qualquer um pode se beneficiar do Sheeva Plug. Desde usuários que desejam apenas acessar informações importantes remotamente até mesmo aqueles que precisam manter servidores ligados 24 horas.

O baixo custo aliado a praticidade de utilização faz com que ele caiba perfeitamente no bolso e na mala de qualquer pessoa. Os aparelhos disponíveis para venda na Europa e também nos Estados Unidos giram na faixa de US$ 99 e há rumores que o preço pode cair ainda mais nos próximos meses.

Vantagens que fazem a diferença

Embora já esteja sendo comercializado o produto ainda deve ganhar muita novidades ao longo dos anos, em especial no que se refere a capacidade de processamento e armazenamento. Porém não há como negar que o modelo atual já apresenta uma série de vantagens que realmente fazem dele algo diferenciado.



Com a preocupação crescente da população com o meio ambiente, dispor de um produto que é capaz de economizar até 90% de energia se comparado a um PC normal é algo bastante significativo. E a dita “tecnologia verde”, que prima pela sustentabilidade, está em alta no mercado.

Some a isso duas características essenciais nos dias de hoje. Portabilidade, já que é possível carregar o dispositivo para onde você for, e acessibilidade, já que basta uma tomada e uma conexão para que suas informações estejam online novamente.

O que você achou desta novidade? Será que o Plug Computing veio para ficar? Participe conosco deixando o seu comentário!

 

Cupons de desconto TecMundo: