Uma das principais atrações do segundo dia da Comic Con Experience 2015, o painel da Fox Animations contou com algumas revelações interessantes a respeito da produção de “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme”. Na ocasião, o diretor Steve Martino compareceu ao evento e revelou um pouco do processo e das dificuldades de criação de um longa de animação com personagens tão amados pelo público.

Segundo ele, a tarefa de transportar as mesmas sensações criadas pelas tirinhas para o cinema em 3D é algo muito difícil, motivo pelo qual o estúdio fez questão de trabalhar lado a lado com o filho de Charles Schulz, o criador dos personagens. “Queríamos passar para uma nova geração a mesma experiência que tivemos com o Snoopy quando éramos crianças. Tomei o cuidado de garantir que meu time encontrasse o estilo artístico certo”, afirmou o diretor.

Analisando os desenhos das tirinhas, Martino notou que as posições de elementos como narizes e bocas variavam consideravelmente dependendo da posição da cabeça dos personagens. Para poder manter o estilo original independentemente da situação, a equipe teve que modelar em 3D cabeças diferentes para cada interação e inserir efeitos de transição para que a troca de uma para a outra passasse despercebida.

Embora isso tenha permitido produzir os personagens com um estilo extremamente fiel aos quadrinhos, esse tipo de técnica pouco ortodoxa acabou ficando nas mãos de apenas 10 dos animadores da Fox. Como a equipe envolvida no filme contaria com centenas de profissionais, o time acabou criando a Lucy Van Pelt University, um curso intensivo de três semanas ensinando a arte de criar animações com o estilo dos desenhos de Schultz.

Pacote completo

Para demonstrar um pouco do resultado, Martino exibiu três trechos distintos do longa. No primeiro, vemos Charlie Brown tentando levantar uma pipa durante um dia de neve, com direito a todas as trapalhadas típicas do personagem. A segunda, por sua vez, tratava da chegada de uma nova garota ao colégio das crianças, uma menina ruiva por quem o dono de Snoopy se apaixona à primeira vista.

Por fim, a terceira cena mostra uma demonstração bastante animada dos dons do cachorro como dançarino e as tentativas de ensinar esse tipo de habilidade a Charlie Brown. Juntos, os trechos demonstram que a equipe da Fox Animations conseguiu não somente representar fielmente o estilo visual típico de Schulz, mas também traduzir muito bem a personalidade e o espírito dos personagens e ambientes das tirinhas ao levá-los para o cinema.

Além disso, a empresa aproveitou a ocasião para disponibilizar a versão dublada do trailer acima, que infelizmente ainda não foi liberada para reprodução. Antes do encerramento do painel da Fox Animations, foi a vez de “Kung Fu Panda 3” ter um vídeo exibido. O ator Lúcio Mauro Filho, que dá voz ao protagonista Po, disse ser uma honra poder continuar substituindo Jack Black na versão nacional do personagem e prometeu muita diversão no longa.

Anteriormente previsto para este ano, “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme” agora está marcado para chegar aos cinemas brasileiros no dia 14 de janeiro de 2016. Por sua vez, “Kung Fu Panda 3” terá sua estreia em 3 de março.

Ansioso para poder ver o novo filme de Snoopy e Charlie Brown nos cinemas? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: