Não é qualquer um que pode se dar ao luxo de sair por aí gastando sem pensar. Quem leva a sério suas compras online e dá valor ao dinheiro suado de cada mês acaba gastando um tempo pesquisando no site das principais empresas do setor ou utilizando o serviço de sites de comparações de preços. Mesmo com esses recursos, não anda muito fácil acompanhar as flutuações do mercado, já que um estudo realizado pela Sieve mostra que as lojas virtuais do país registraram 7 alterações de preço por minuto só no primeiro trimestre de 2015.

A companhia especialista em inteligência de preços e sortimento para o e-commerce brasileiro analisou a mudança das etiquetas virtuais de 282 páginas dedicadas ao comércio eletrônico no período de 1º de janeiro a 31 de março deste ano – conferindo pelo menos 1,1 milhão de URLs. O levantamento realizado junto a Keyscores e E-commerce Brasil detectou que nesses três meses as lojas avaliadas fizeram 943.544 trocas de preços – entre aumentos e reduções do valor dos produtos.

De acordo com a pesquisa, janeiro não foi muito gentil com os consumidores que deixaram suas compras para o comecinho do ano, uma vez que o mês a maior parte das modificações de valor (62%) foram para cima. Em fevereiro a balança ficou mais equilibrada, com 55% dos itens em alta contra 45% que tiveram reduções ou cortes no valor final. Março teve números semelhantes, mas com a queda de preços finalmente tomando a frente pela primeira vez em 2015 – para alegria dos clientes.

Promoções guiam as alterações

Esse crescimento nos descontos – de 61% na comparação entre janeiro e março – tem explicação. “No início do ano, o varejista precisava reposicionar os valores das ações feitas no final de ano com Black Friday e Natal”, analisou Luis Vabo Jr., CEO da Sieve, mostrando que os produtos não ficaram exatamente mais caros, apenas sofreram reajustes depois do período de ofertas que também incluiu a Cyber Monday – dedicada a peças de informática.

A baixa nos preços também teve apoio de outro evento realizado pelo mercado de e-commerce. “Mais pra frente, em março, ocorreu a primeira grande ação do Dia do Consumidor, com a participação de 650 lojas que faturaram em torno de R$ 200 milhões. Mesmo que a campanha oficial tenha acontecido no dia 18, muitas lojas aproveitaram para antecipar ou até mesmo estender a promoção para todo o mês”, explicou o executivo. E você, como anda fazendo para poupar nas compras online? Deixe seu comentário mais abaixo.

Cupons de desconto TecMundo: