Assim como já acontece há alguns anos nos Estados Unidos, a Black Friday transformou-se em uma importante data para o comércio eletrônico no Brasil. O aumento do interesse dos usuários por promoções, no entanto, também vem acompanhado por um incremento no número de fraudes e golpes voltados a atacar os consumidores interessados pela compra de produtos com preços reduzidos.

“Na prática, as pessoas precisam reforçar os cuidados na hora de realizar transações online, bem como no momento de clicar em links de internet ou de e-mails que remetam a promoções atraentes na Black Friday”, afirma Camillo Di Jorge, Country Manager da ESET Brasil. “Os cibercriminosos tendem a aproveitar datas como essa, na qual as pessoas estão mais propensas a buscar boas oportunidades de compra, para criar golpes voltados a roubar dados e dinheiro dos internautas”, complementa.

Para ajudar os brasileiros a ter mais segurança nas transações online durante a Black Friday, os especialistas da ESET elaboraram um guia com sete dicas para compras seguras na internet.

1) Mantenha o computador ou dispositivo móvel protegido

Antes de iniciar qualquer compra online, o usuário deve assegurar que o equipamento usado – seja ele um computador, tablet ou smartphone – esteja devidamente protegido. Para isso, precisa estar com o sistema operacional e as aplicações devidamente atualizadas, bem como deve ter uma solução de segurança da informação proativa instalada para evitar malwares (códigos maliciosos) e outras ameaças virtuais.

2) Opte por sites com boa reputação

É importante realizar transações em sites conhecidos e com boa reputação, para evitar que cibercriminosos tenham acesso a seus dados bancários e informações pessoais.

3) Fique atento a prêmios e promoções muito tentadoras

Muitas vezes, para chamar a atenção das vítimas, os cibercriminosos criam falsas promoções que prometem prêmios extraordinários. Antes de clicar nesse tipo de link ou colocar algum dado pessoal ou bancário, é importante que o internauta avalie se a promoção é real, uma vez em que não faz sentido ganhar milhões de dólares para responder a uma pergunta ou algo do gênero.

4) Verifique a segurança do e-commerce

É muito importante verificar se o endereço do site no qual está fazendo as compras apresenta características ideais de segurança, como o uso do protocolo HTTPS – o qual pode ser verificado na barra do navegador – e pelo uso de certificados.

5) Use redes WiFi seguras

Utilizar redes WiFi públicas pode representar um risco se elas estão vulneráveis e permitem que cibercriminosos interceptem o tráfego de informações e roubem os dados. O mais recomendável é realizar as transações de compra online somente usando conexões seguras.

6) Divulgue apenas informações essenciais

É muito comum encontrar golpes nos quais os cibercriminosos criam sites falsos no qual solicitam uma série de informações pessoais dos internautas. Assim, deve-se ficar atento a que tipo de dado está sendo solicitado no momento da compra e se ele é realmente necessário.

7)Mantenha todos os equipamentos com senha

A informação armazenada em dispositivos móveis (smartphones e tablets) e notebooks tende a ser muito valiosa. Por isso, recomenda-se sempre protegê-lo com uma senha forte – com letras, números e símbolos – para evitar que no caso de perda, furto ou roubo do equipamento pessoas não autorizadas tenham acesso a esses dados.

Cupons de desconto TecMundo: