O Procon-SP divulgou nesta semana uma edição atualizada da sua lista de sites de comércio eletrônico a serem evitados, em que incluiu 18 novas páginas. A relação completa pode ser conferida na página do Procon-SP, por meio deste link. No total, já são 406 com histórico ruim junto ao órgão de proteção e defesa do consumidor.

Segundo a instituição, a lista contempla empresas contra as quais os consumidores relataram algum tipo de problema na hora da compra e que, mesmo com notificações do Procon-SP, não se manifestaram ou não tiveram interesse em resolver as pendências. Alguns dos casos, inclusive, foram repassados à Polícia Federal e ao CGI (Comitê Gestor da Internet Brasileira).

Para evitar aborrecimentos, o Procon-SP recomenda que, antes de efetuar a compra de um produto, o consumidor fique atento a alguns detalhes importantes. Procurar no site a identificação da loja (CNPJ, razão social e telefone), desconfiar de ofertas vantajosas demais e não comprar em lojas que só aceitam boleto bancário ou depósito são alguns dos conselhos a serem seguidos.

Cupons de desconto TecMundo: