(Fonte da imagem: Reprodução/ExtremeTech)

Ainda no início do ano passado, publicamos uma notícia comentando a respeito do codec H.265 que possivelmente seria o padrão para a reprodução de vídeos em 8K. Hoje, o site ExtremeTech apresentou resultados de benchmarks deste novo codificador.

Os testes realizados foram possíveis graças ao software — ainda em versão pré-alfa — do MultiCoreWare. Apesar de ainda estar em fase inicial de desenvolvimento, o site internacional fez questão de efetuar um comparativo entre o codec H.264 (componente atual) e o H.265.

(Fonte da imagem: Reprodução/ExtremeTech)

Conforme os resultados publicados, um arquivo codificado com o H.265 pode ocupar cerca de 50% menos espaço de outro, com o mesmo conteúdo, codificado com o H.264. O resultado é mais surpreendente do que foi divulgado pela HEVC (responsável pelo codec) no fim do ano passado.

Um codec para o futuro, pronto para o agora

Outra questão apontada pelo site internacional diz respeito ao suporte para vídeos em resoluções superiores à Full HD. Ainda que o codec H.264 consiga codificar e proporcionar boas imagens em 4K, ele não consegue reduzir o tamanho dos arquivos. O H.265, por outro lado, é capaz dessa façanha e já vem pronto para o formato 8K.

Considerando as melhorias do H.265 para trabalhar com instruções AVX/AVX2 e FMA3/FMA4, o ExtremeTech aproveitou a bateria de testes para ver as diferenças na codificação com diversos modelos de processadores Intel. Como você pode ver abaixo, o Sandy Bridge (de seis núcleos) foi o mais eficiente, mas o Haswell demonstra ótimo desempenho.

(Fonte da imagem: Reprodução/ExtremeTech)

Vale notar que o H.265 supera seu antecessor em diversos quesitos, mas dá muito trabalho ao processador. Segundo o ExtremeTech, o problema deve ser resolvido graças aos chips gráficos que darão auxílio na codificação e decodificação. Só falta saber como ele fica na questão do consumo de energia em notebooks. De qualquer forma, os resultados são satisfatórios.

Cupons de desconto TecMundo: