A Cooler Master está entrando com tudo no mercado de acessórios gamer no Brasil, incluindo mouses e teclados mecânicos através da linha CM Storm. E o Quick Fire TK é mais um teclado desse tipo lançado pela companhia. Ele possui diversos recursos interessantes que vão agradar aos jogadores e não jogadores.

Isso porque ele serve tanto para a digitação de textos quanto para os jogos. Isso se deve aos switches Cherry do modelo Brown. Nós testamos o equipamento e vamos dizer se ele é mesmo bom.

Design

A proposta do Quick Fire TK é ser compacto, algo não muito comum, pelo menos em teclados mecânicos. Isso porque a maioria desses equipamentos possui dimensões mais avantajadas.

Mas isso não significa que o Quick Fire TK seja ruim, muito pelo contrário. O formato dele, apesar de compacto, foi bem planejado pela Cooler Master. O modelo possui praticamente todas as teclas de um teclado tradicional, mas algumas funções foram “mescladas” em nome do formato.

Para conseguir adaptar um teclado numérico, a empresa optou por suprimir algumas teclas: as setas direcionais e o painel de comandos que fica logo acima delas. Contudo, essas funções não desapareceram por completo. As setas direcionais foram mescladas com o painel numérico.

Veja na imagem a seguir:

Essa característica não é de todo ruim, mas prejudica um pouco o uso do equipamento — pelo menos até você se acostumar com o formato. No restante, as teclas seguem o layout ABNT2, com direito a tecla cedilha e tudo o mais. Como quase todos os teclados mecânicos, as teclas do Quick Fire TK são mais altas devido aos switches. Mas, como elas são macias, isso não incomoda na hora da digitação.

Uma das características mais legais desse equipamento é o cabo de conexão USB. A Cooler Master criou um sistema bem interessante. O cabo é móvel — como em quase todos os modelos da empresa. O slot de conexão fica em uma cavidade especial na parte de baixo do teclado, bem no centro. Com isso, o fio pode sair por qualquer um dos três lados, permitindo que você organize melhor a sua mesa de trabalho.

A maioria dos teclados tradicionais possui o cabo de dados saindo pelo lado direito, o que algumas vezes impossibilita o posicionamento da máquina do lado esquerdo da mesa ou deixa o fio muito esticado; agora, a Cooler Master conseguiu resolver esse problema de maneira inteligente.

O teclado deixa a desejar em um ponto: não apresenta conectores USB nas laterais. Esse tipo de conexão é bem comum em teclados mecânicos e poderia ter sido considerada pela Cooler Master no projeto do Quick Fire TK.

Teclas iluminadas

A iluminação do teclado é completa, com direito a três modos independentes de funcionamento, além de cinco níveis de brilho distintos. As teclas são pretas e a luz é branca.

Também existem modelos desse teclado em versões distintas em que é possível escolher o tipo de iluminação entre vermelho, azul ou branco. Já o teclado pode ser preto ou branco.

Através da combinação das teclas “função” (FN) com teclas específicas, é possível ajustar o brilho da luz de fundo, passando até mesmo por um modo pulsante onde a luz aumenta e diminui de intensidade automaticamente.

Para completar, também é possível deixar acesas somente as teclas W, A, S e D; utilizadas frequentemente em jogos. Esses padrões de iluminação estão presentes na maioria dos teclados CM Storm.

Switches Cherry MX

Os switches desse teclado são da marca Cherry, a mais tradicional do mercado. A Cooler Master dá aos usuários a opção de escolha de três tipos diferentes na hora da compra: vermelho, azul ou marrom. Cada um deles apresenta uma característica distinta. Veja:

  • Cherry MX Red: os switches vermelhos são do tipo linear e foram criados para jogos eletrônicos: eles possuem a menor resistência de todos, ou seja, são os mais macios e não emitem som de clique ao serem pressionados;
  • Cherry MX Blue: switch com som de clique. Esse modelo permite que você saiba que a tecla foi pressionada através de um som característico produzido pelo seu mecanismo de ativação. É mais indicado para a digitação;
  • Cherry MX Brown: o switch marrom apresenta uma resposta tátil quando pressionado. Isso serve como um aviso de que a tecla foi pressionada, mas sem emitir o som do modelo azul. É considerado o meio do caminho entre o azul e o vermelho e é indicado tanto para jogos quanto para digitação.

O teclado que testamos é branco e possui switches marrons. A qualidade é exatamente a esperada para esse modelo, havendo teclas macias e com feedback tátil, boas o suficiente para digitação ou games. Elas são relativamente silenciosas e não precisam de força para serem acionadas, sendo também ativadas “no meio do caminho”. Ou seja, não é preciso pressioná-las até o final para que o comando seja percebido pelo sistema.

Desempenho

Resposta aos comandos

Para que um teclado seja bom (principalmente nos jogos), é preciso que não exista lag entre os comandos, e o comando precisa ser reconhecido em, no máximo, 10 milissegundos, que é o tempo máximo que levamos para perceber algo como instantâneo. Qualquer número superior a isso pode ser percebido como atraso.

Visando testar a latência do teclado, utilizamos o Input Lag Testor, um software que calcula o tempo de resposta dos comandos.

O resultado do teste foi bastante satisfatório e mostra que, pelo menos com o Input Lag, você não precisa se preocupar.

Vale a pena?

Se você procura um teclado mecânico para uso convencional ou jogos, o Quick Fire TK pode ser uma boa opção, até porque o seu preço é um pouco mais acessível que o de outros modelos. No mercado brasileiro esse teclado pode ser encontrado por R$ 400.

Quanto ao desempenho, não há do que reclamar. Os switches Cherry já estão no mercado há muitos anos e garantem qualidade. A construção desse teclado também é de primeira, garantindo que ele terá um bom tempo de uso.

O layout das teclas é o único ponto que preocupa um pouco: apesar de já ser ABNT, a posição das setas direcionais, compartilhando espaço com o teclado numérico, exige um certo grau de adaptação dos usuários antes de ser algo eficiente. No restante, o Quick Fire TK mostra-se um excelente produto.

Cupons de desconto TecMundo: