Drew McWeeny, do site HitFix, deu algumas declarações bastante bombásticas sobre o futuro dos filmes da DC na Warner, nesta última quinta (11). Alegando ter informações sobre o que está realmente acontecendo nos bastidores da Warner Bros., em um vídeo postado em seu site, McWeeny revela que a empresa está com medo de uma má resposta do público e da crítica a Batman vs Superman: A Origem da Justiça.

Segundo o jornalista, se isso realmente acontecer, toda a programação futura dos filmes da DC deve ser mudada, com a companhia focando em reconstruir a franquia nos cinemas com o novo longa-metragem do Batman.

Comentando sobre o trailer final de Batman vs Superman, liberado nesta quinta (11), e que você confere a seguir, o site HitFix afirma o que toda a internet disse: este é o melhor trailer do longa até o momento, mas “será que ele está vendendo um filme que não existe?”.

Segundo McWeeny, a Warner estaria preocupada com Batman vs Superman, já que o filme está começando a ser exibido em sessões privadas e a reação das pessoas não estaria sendo o que o estúdio gostaria. Nos cinemas, Batman vs Superman estreia em 24 de março.

No vídeo, o jornalista faz uma aposta para o futuro, dizendo que a Warner deve colocar todas as fichas em Esquadrão Suicida, que deverá ser um sucesso. Já Mulher Maravilha deve ser finalizado da forma como está sendo pensado agora. No entanto, McWeeny tem dúvidas quanto ao futuro dos filmes da Liga da Justiça e outros subsequentes anunciados há mais de um ano pela Warner.

Futuro em risco

“Eu ficarei surpreso se Liga da Justiça começar a ser filmado quando eles disseram que será e eu ficarei igualmente surpreso se Zack Snyder o dirigir”, disse o crítico. Ou seja, o emprego de Snyder nos futuros filmes da DC pode estar obviamente em risco, caso Batman vs Superman não seja o estouro que a Warner espera.

Sendo assim, segundo o site, toda a programação dos futuros filmes da DC que ainda não estão gravando pode estar em perigo, começando por Liga da Justiça I e II (2017 e 2019), Flash (2018), Aquaman (2018) e todos os seguintes já esperados, como Shazam (2019), Ciborgue (2020) e Tropa dos Lanternas Verdes (2020).

“Conversei com bastante gente agora que teve acesso ao filme e estou começando a temer um pouco”, continua McWeeny. “Acho que o que vai acontecer é que Liga da Justiça será retirado [dessa data] e aquele filme solo do Batman vai ser o que vai ficar nessa vaga”. Vale lembrar que o primeiro filme da Liga da Justiça está programado para 17 de novembro de 2017.

O editor do HitFix ainda aposta que a Warner deve fazer essa mudança para colocar o filme de Ben Affleck no ar o quanto antes, porque precisarão reconstruir a franquia depois de Batman vs Superman e ganhar a confiança das pessoas de volta.

Os próximos passos da Warner

Fonte da imagem: Divulgação/Warner Bros.

No entanto, nem tudo são problemas em Batman vs Superman. De acordo com McWeeny, duas coisas têm sido apontadas por pessoas que assistiram ao filme: Ben Affleck está muito bem como Batman e Jesse Eisenberg está igualmente bom como Lex Luthor. “Eu não ficarei surpreso se o Batman virar o foco [de ações promocionais] desde agora até o filme [Batman vs Superman] sair”, diz o editor do site. “E não ficarei surpreso se eles tomarem algumas decisões rapidamente depois do filme ser lançado”.

McWeeny não chega a descartar a possibilidade de Lex Luthor terminar fazendo parte do universo do Batman nos futuros filmes da DC, já que os dois personagens podem ser os mais aclamados do novo longa.

“Isso é o que vai acontecer: a Warner Bros. vai ser reativa”, diz McWeeny, citando o padrão da empresa de anunciar grandes novidades logo depois de decidi-las sem um planejamento mais longo. Segundo ele, Batman vs Superman foi anunciado na Comic-Con de 2013 dois dias depois de ter sido decidido que seria feito.

“Estou realmente com medo de vermos grandes mudanças na Warner Bros. se esse filme não funcionar. Vai precisar arrecadar US$ 1 bilhão para as pessoas manterem seus empregos”, ele aposta.

Teorizando sobre os problemas dos filmes da DC, McWeeny fala que eles têm sérios problemas para acertar o tom na hora de unir personagens de HQs radicalmente diferentes. Mas, principalmente, não há uma mão guiando toda essa programação robusta e ambiciosa de filmes, como acontece na Marvel com Kevin Feige supervisionando todo o universo cinematográfico do estúdio.

E você, o que acha dessas especulações? Acredita que esse risco do futuro da DC nos cinemas é real?

Via Minha Série.

Cupons de desconto TecMundo: