Faltando poucos dias para a estréia de Star Wars: O Despertar da Força, o lightsaber de Kylo Ren continua sendo motivo para muita empolgação e expectativa. A arma criada com base em cristais sintéticos apresenta um design bastante diferente dos sabres tradicionais, inovando com lâminas mais flamejantes e o fato de serem três delas,  dividindo a energia da lâmina principal com duas menores, formando uma guarda-de-mão na manopla. 

A construção de um sabre de luz é uma arte milenar, passada de um mestre Jedi para seu pupilo, também conhecido como “padawan”, como parte de seu treinamento. Por essa razão, as formas internas e externas de cada arma podem variar, mas o mecanismo básico permanece praticamente igual, apresentando os seguintes elementos-chave:

Bateria de DIATIUM

Dispositivo do tamanho de uma pequena pilha de moedas, capaz de armazenar e gerar energia suficiente para que a lâmina possa derreter uma porta de aço puro.

Câmara do cristal

Esse é o coração do sabre de luz e depende de, ao menos, dois cristais. O cristal primário converte a energia da bateria e a transfere para um ou mais cristais de focalização.

Canal de energia da lâmina

O fluxo de energia do cristal de energia é convertido em um arco de onda que se transforma na lâmina após passar pelos energizadores de campo cíclico.

O lightsaber de Kylo Ren

Especulando sobre a arma do novo filme, acreditamos que ela apresenta uma câmara secundária no alto de sua manopla, que chamamos de: "prisma de distribuição de energia", onde um terceiro cristal faz a divisão da carga proveniente da câmara dos cristais em três canais de lâminas que contam com anéis magnéticos e emissores próprios.

Todas as partes internas do sabre de luz e suas funções, você encontra no infográfico que ilustra essa matéria. Que a força esteja com você... a força de vontade para segurar a ansiedade!

Cupons de desconto TecMundo: