O estúdio Universal e a produtora Legendary Pictures estão tendo alguns desacordos em relação a filmes que compartilham financiamento, e quem pode mais sofrer com esse desentendimento são os fãs de Círculo de Fogo (Pacific Rim). O filme estava sendo planejado para chegar em agosto de 2017 nos cinemas, mas agora o lançamento foi adiado indefinidamente.

De acordo com uma reportagem do Hollywood Reporter, o estúdio e a produtora estão tendo problemas com o contrato de coprodução de filmes iniciado em 2014 e com duração de cinco anos.

Como parte do acordo entre as partes, a Universal precisou distribuir os malsucedidos Hacker O Sétimo Filho, da Legendary Pictures, e ainda investir em KrampusWarcraft The Great Wall, sendo que esses dois últimos são considerados “filmes-problemas” e de alto risco por parte do estúdio.

Em contrapartida, a Legendary Pictures optou por participar de dois filmes da Universal e escolheu muito bem suas opções: recebendo parte dos lucros de Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros Straight Outta Compton – A História do N.W.A. A produtora investiu ainda em Steve Jobs, longa de Danny Boyle que pode estar na lista do Oscar 2016.

Fonte das imagens: Reprodução/Legendary, Universal Pictures

Na última semana, os problemas entre as empresas chegaram ao ponto da Universal se recusar a bancar parte do orçamento de US$ 125 milhões de King Kong: A Ilha da Caveira, o que fez a Legendary levar o filme para a Warner Bros. (e planejar um encontro da criatura com o Godzilla). Esse movimento representou uma quebra do contrato vigente entre a Legendary e a Universal, o que evidenciou o problema entre as empresas.

Além disso, a Universal teve um desentendimento com a Legendary Pictures por conta de A Colina Escarlate, longa de Guillermo del Toro que chega em outubro aos cinemas. O estúdio havia aceitado financiar metade do orçamento caso a companhia realizasse um filme de classificação 13 anos. Porém, o diretor entregou uma cópia para maiores de 18 anos, obrigando a Legendary a assumir todos os gastos de produção.

Seguindo esses conflitos, a Universal parece não estar interessada em ajudar a Legendary a realizar uma sequência de Círculo de Fogo (o filme original foi realizado pela Warner, mas a continuação teria que ser financiada pela Universal, mantendo o contrato atual da produtora). De acordo com a reportagem, o projeto está interrompido por tempo indefinido, o que pode significar que não será mais realizado.

Especialistas da indústria dizem que a Universal está no topo do mundo no momento, depois de ter tido um ano excepcional com diversos sucessos nos cinemas, e muitos acreditam que o estúdio “tem todo o direito de ser mais seletivo em seus projetos”.

O que você acha: concorda com a decisão da Universal em deixar de financiar os filmes de alto risco da Legendary? Fica triste pelo destino de Círculo de Fogo 2? Deixe abaixo o seu comentário.

Via Minha Série.

Cupons de desconto TecMundo: