Você deve conhecer a Dolby pelas marcações com esse nome que aparecem em salas de cinema em toda parte. A empresa é especialmente voltada para tecnologias de áudio para esse mercado, mas está se preparando para lançar uma experiência completa chamada Dolby Cinema. Basicamente, é uma espécie de concorrente do aclamado IMAX, com salas especialmente criadas para a tecnologia.

Há três componentes principais que devem compor esse Dolby Cinema. O primeiro deles é o design especial da sala. Há uma técnica para o posicionamento das cadeiras, um tipo de tela “flutuante” diferente e uma entrada feita para impressionar quem está aguardando na fila para ir até a sala.

O segundo componente é o Atmos Sound, o sistema de som que deve ser usado nessas salas. Detalhes técnicos a respeito dele não foram revelados, mas, ao que tudo indica, haverá uma quantidade de alto-falantes maior do que a normal, e todos eles terão posicionamento cuidadosamente escolhido.

Apesar desses dois componentes principais, a Dolby parece se orgulhar mais do terceiro, o Dolby Vision, uma tecnologia de projeção que a empresa diz ser única e muito superior a qualquer outra que você pode encontrar nos cinemas atualmente.

O principal diferencial dessa novidade é a utilização de HDR nos vídeos, aquele sistema de sobreposição de imagens para que as cores e o contraste fiquem mais realistas. Há ainda outro elemento nesse Dolby Vision que a empresa não revela, mas que deve ser de fato o que dará o toque final a essa tecnologia.

Lançamento

Todo esse trabalho de desenvolvimento dessa tecnologia já está pronto, mas agora a empresa precisa colocar isso nos cinemas do mundo. Duas salas, uma na Holanda e outra na Espanha, já estão sendo planejadas com o Dolby Cinema. Apesar disso, a companhia ainda tem que convencer os produtores de Hollywood a incorporar sua tecnologia na pós-produção dos seus filmes. A Disney é tida como a favorita para adotar a novidade, o que torna Star Wars VII o possível primeiro filme lançado com o novo sistema da Dolby.

Cupons de desconto TecMundo: