A Sony Pictures sofreu um ataque hacker massivo na última segunda-feira (24/11) e, até agora, a empresa não conseguiu se recuperar inteiramente da agressão. Pelo menos quatro filmes inteiros, sendo três inéditos, foram vazados na web hoje, e há relatos do vazamento de um quinto título. Com todos esses problemas, de acordo com fontes da Reuters, a Sony teria contratado a Mandiant, uma empresa especializada em recuperar e reestruturar sistemas que sofreram grandes ataques.

Não há detalhes de quando a empresa começou a trabalhar com a Sony para resolver este problema, mas parece que ainda não houve muito progresso. O sistema de emails da companhia ainda está offline, mas a expectativa é de ele volte a funcionar em breve. Com o comprometimento desse sistema, centenas de documentos sensíveis também caíram nas mãos dos criminosos.

O ataque foi feito por um grupo chamado “Guardians of Peace” ou GOP que acusava o estúdio de ser racista. Não há, entretanto, detalhamento dessa acusação. Apesar disso, como a empresa está produzindo uma comédia que retrata várias supostas tentativas de assassinato do líder norte-coreano, e o Coreia do Norte tem se manifestado contra a produção, acredita-se que o país tenha algum envolvimento com o ataque. Isso, entretanto, não é uma confirmação oficial, tendo sido dada à Reuters por uma fonte anônima.

Confira mais detalhes sobre o ataque aqui e sobre os títulos vazados aqui.

Cupons de desconto TecMundo: