James Cameron celebrando o Dia da Terra.

Fonte da imagem: Todd Williamson / WireImage / Life.com

Apesar dos rumores de que James Cameron não iria dirigir as sequências de Avatar, ele assinou os contratos e confirmou esta semana que estará no comando dos próximos dois filmes.

Avatar traz uma narrativa muito voltada à preocupação ecológica, de maneira que mostra como o ser humano está em constante desconexão com a natureza do planeta Terra, fazendo com que ele corra grandes riscos. É por isso que os próximos filmes devem seguir a mesma temática de proteção ambiental.

Quando Cameron fez o primeiro filme, precisou criar o roteiro em conjunto com os artistas para ficar, de fato, imerso naquele “mundo” e conseguir conceber uma história. O diretor deve começar a escrever os filmes no começo de 2011 e iniciar a produção do segundo longa-metragem também no final do ano que vem.

A sequência de Avatar

Para o próximo filme, será necessário desenvolver uma nova técnica de computação gráfica relacionada aos oceanos e ao fundo do mar. Há uma necessidade de aumentar a quantidade de fps (quadros por segundo) durante as gravações, partindo da taxa dos atuais 24 fps para 48 ou 60 fps. Dessa forma, as cenas ficam mais realistas e, teoricamente, fáceis de editar.

Novas tecnologias devem ser criadas.

Avatar 2 terá diversas cenas gravadas na floresta amazônica, mas sem uma grande equipe de gravação ou atores. A intenção é apenas capturar o local e unir com a computação gráfica para criar as cenas do filme. Além disso, é claro que as sequências também virão em 3D.

. . . . .

A previsão é de que Avatar 2 esteja em cartaz no Natal de 2014. Já a terceira história da “saga” deve ser lançada ao fim de 2015 — uma longa espera para os fãs. Enquanto as produções não chegam, que tal conferir quais foram “As novas tecnologias do filme Avatar”?

Cupons de desconto TecMundo: