(Fonte da imagem: Reprodução/Cinema Warrior)

O filme "The Anchorman 2" (lançado no Brasil como "Tudo por um Furo") é um longa-metragem que vai marcar época na indústria cinematográfica — não pela importância da produção em si, mas por ser a última estreia da Paramount a ser exibida nos cinemas com cópias analógicas. De acordo com fontes ligadas ao LA Times, a partir de agora a película de 35 mm será totalmente substituída pelo digital no estúdio.

Com essa ação, a Paramount torna-se o primeiro estúdio cinematográfico de grande porte a adotar somente a forma de distribuição digital, depois de 120 anos do método antigo. "O Lobo de Wall Street", dirigido por um entusiasta da película (Martin Scorsese) e um dos candidatos ao Oscar deste ano, é o primeiro longa-metragem enviado aos cinemas somente sob o novo modelo.

O curioso da história é que essa notícia corre apenas pelos bastidores: apesar de ser algo revolucionário, nenhum estúdio quer ser reconhecido como "a empresa que matou o filme analógico". Apesar da nostalgia de assistir a uma produção exibida em película, a produção desse material pode custar dez vezes mais do que no caso das cópias digitais.

Mas a notícia não é boa para todos: cinemas de menor porte podem sofrer com a transição, já que o projetor digital é um acessório extremamente caro. Nos Estados Unidos, 8% dos estabelecimentos ainda não possuem o equipamento necessário.

Cupons de desconto TecMundo: