Você deve se lembrar bem da cena em que Neo, personagem interpretado pelo ator Keanu Reeves em “Matrix” (1999), se desvia das balas disparadas por um agente do sistema.

Em certa altura dos disparos, a imagem fica lenta e a câmera gira em torno do messias cibernético. Uma equipa da japonesa NHK desenvolveu um sistema mecânico que reproduz este efeito, chamado de “bullet time” de um jeito mais simples do que o convencional.

O chamado “Multi-viewpoint Robotic Camera System” (sistema de câmera robótica com múltiplos pontos de vista, em tradução livre) usa apenas uma série de câmeras conectadas entre si que miram sempre o mesmo alvo, permitindo assim a captura de imagens de diferentes ângulos. No caso do vídeo acima, oito câmeras estão interligadas e capturam o mesmo vídeo sob pontos de vista diferentes.

Em “Matrix”, o método empregado usava fotografias tiradas de vários pontos em torno do ator para simular o efeito, um processo bem mais trabalhoso do que simplesmente juntar vídeos feitos a partir de ângulos diversos.

Primeiro alvo: o esporte

(Fonte da imagem: Reprodução/YouTube)

Os primeiros alvos do novo sistema da NHK devem ser as transmissões esportivas — inclusive esses são os exemplos exibidos no vídeo, que mostram lances de vôlei e basquete, além de um desenho representando um campo de futebol no qual se mostra o esquema de funcionamento do método.

O novo recurso está em desenvolvimento para integrar um sistema de transmissão tridimensional, que conta não apenas com TV 3D, mas também com captura de vídeo neste formato.

Cupons de desconto TecMundo: