(Fonte da imagem: Reprodução/Financial Press)

A informação de que a Disney havia adquirido a Lucasfilm por US$ 4 bilhões pegou muita gente de surpresa. Passado o susto, as empresas começaram a revelar os planos que se tornarão realidade a partir do ano que vem, pelas mãos de Kathleen Kennedy, executiva que assume o lugar de George Lucas no comando da saga Star Wars.

O Episódio VII, como muitos já deveriam imaginar, dará início a uma nova trilogia a partir de 2015. Novos filmes serão lançados em 2017 e 2019 e pelo menos o primeiro deles contará com a consultoria criativa do próprio Lucas. A Disney já possui tratamentos de história e enredos básicos para todos os longas e está em negociações com roteiristas para a produção de scripts finais.

A aquisição também retira a 20th Century Fox da jogada. Até o momento, a empresa era a distribuidora de todos os filmes da série Star Wars. Daqui para a frente, todos os trabalhos relacionados à franquia serão de responsabilidade da Disney, como o lançamento de caixas de DVD ou Blu-ray ou lançamentos cinematográficos.

Anakin e Obi-Wan em "Star Wars: Clone Wars" (Fonte da imagem: Divulgação/20th Century Fox)
Novos seriados de animação e com atores reais também estão nos planos. “Star Wars: The Clone Wars” continuará em exibição no Cartoon Network até o fim do contrato com a emissora, passando a ser exibido no canal Disney XD após essa data.

Mas a menina nos olhos da Disney são os jogos baseados em Star Wars. Esse será o principal foco da companhia pelos próximos anos, com games para celular e redes sociais sendo liberados mais frequentemente em relação às ofertas para consoles e PC. Esse aspecto, ao lado dos produtos licenciados, foi o principal fator que atraiu a empresa para a negociação com a Lucasfilm.

Tecnologias e franquias “de brinde”

(Fonte da imagem: Divulgação/Paramount Pictures)

A compra também deixa nas mãos da Disney algumas das principais companhias especializadas em efeitos especiais e tecnologia para o cinema. A Industrial Light and Magic, a Skywalker Sound e a desenvolvedora de games LucasArts não sofrerão alterações em um futuro próximo, mantendo sua autonomia de negócios e produções.

Além disso, a Lucasfilm traz em seu portfólio as marcas Indiana Jones e Howard, O Pato. Mas, provavelmente, filmes de ambas ainda demorarão a ser produzidos devido a processos judiciais e acordos truncados entre distribuidoras e publicadoras. Reacende-se, porém, a chama de esperança no coração dos fãs dos dois personagens.

Cupons de desconto TecMundo: