Se você sempre pensou que os poderes do “amigo da vizinhança” Homem-Aranha eram plausíveis de alguma maneira, é melhor esquecer. Pesquisadores do Departamento de Zoologia da Universidade de Cambridge descobriram que, mesmo se conseguíssemos produzir uma substância adesiva como a do gecko – o maior animal capaz de escalar paredes dessa forma –, seria preciso ter 40% do corpo em contato com a superfície da parede.

Pode não parecer tanto assim, mas, de acordo com as estimativas dos cientistas, isso quer dizer que precisaríamos ter ao menos 80% da frente de nosso corpo com material adesivo – e em contato com a parede – para conseguirmos escalar um local. E pode ter certeza de que não conseguiríamos fazer isso de maneira tão rápida (ou elegante) quanto a do Cabeça de Teia, que é mostrado nos quadrinhos até usando somente os pés para subir uma parede “correndo”.

Mesmo se quiséssemos nos mover como faria um gecko, teríamos que pagar um preço e tanto: nossos pés, além de serem recobertos por material adesivo, precisariam ser realmente enormes. “Nossos sapatos teriam que ser tamanho europeu 145 ou tamanho EUA 114”, contou Walter Federle, autor sênior do projeto.

A natureza trabalha como pode

O motivo para tais limitações, como explicado no artigo publicado da universidade, é resultado da relação entre a área de superfície e o volume de nosso corpo, que é muito menor do que o de outros animais capazes de subir superfícies lisas. Para você ter uma ideia, uma formiga possui uma enorme área de superfície e pouquíssimo volume; como resultado, é necessário menos de 0,1% em contato com uma parede para que ela possa escalá-la.

“Isso se mostra um problema para maiores espécies escaladoras porque, quando elas são maiores e mais pesadas, elas precisam de mais poder de aderência para serem capazes de aderir a superfícies verticais ou invertidas, mas elas têm comparativamente menos superfície corporal disponível para cobrir com materiais grudentos. Isso indica que há um limite de tamanho para pés grudentos como uma solução evolutiva para escalar – e esse acaba sendo mais ou menos do tamanho de um gecko.”

Isso não quer dizer, é claro, que animais maiores não tenham encontrado suas alternativas para escalar superfícies. Embora menos eficientes, estes contam com garras e até mesmo polegares, como é o caso de macacos, coalas, preguiças e muitos outros.

Outra solução sugerida por eles, embora não menos inviável, seria a utilização de um material aderente mais poderoso, o que não é raridade na natureza. Esse é o caso, por exemplo, de muitos sapos, cujas patas possuem um material extremamente pegajoso – além de terem pés maiores, vale notar.

Quanto maior a criatura, maior sua área de contato com a superfície – e mais aderente o material.

Resumindo a história: mesmo que não seja exatamente impossível que um humano escale paredes, certamente fazê-lo como no caso do Homem-Aranha está muito além de nossas capacidades. Isso a não ser que comecem a desenhá-lo com sapatos tão grandes quanto os de um palhaço.

Que poderes dos quadrinhos você considera plausíveis? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: